Olhar Direto

Segunda-feira, 08 de março de 2021

Notícias / Brasil

Não vou antecipar debate eleitoral, diz Lula

AE

01 Jan 2009 - 11:27

Em férias no arquipélago de Fernando de Noronha (PE), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ontem que não antecipará o debate eleitoral sobre a sua sucessão neste ano.

Afirmou que o interesse em antecipar o processo eleitoral é da oposição, mas que espera que os adversários trabalhem para "ajudar o país a ir para a frente".

"Da parte do presidente da República não tem campanha em 2009", afirmou Lula. "Em 2010, sim, vai ter campanha."

"Quem tem interesse em antecipar o processo eleitoral sempre é a oposição", disse. "Eu fui oposição muito tempo."

O presidente afirmou acreditar que 2009 "pode ser um ano bom, igual a 2008". E reafirmou que o governo tomará novas medidas para combater os efeitos da crise. "Da parte do governo, nós vamos fazer o que pudermos para que a gente possa gerar os empregos e fazer a economia crescer."

O Brasil, segundo Lula, "já está numa situação privilegiada". "Enquanto os países ricos trabalham com recessão, o que se discute aqui é se a gente vai crescer 4%, se a gente vai crescer 2,5%, se a gente vai crescer 3%. Portanto, é uma situação mais confortável."

Lula voltou a cobrar maior participação dos Estados e municípios no combate à crise e disse que irá "cuidar com muito carinho" da agricultura e das pequenas e médias empresas.

"Agora é que entra o papel dos Estados, da União e das cidades, para que a gente faça os investimentos necessários."

Oriente Médio

Lula voltou a defender a retomada das discussões de Annapolis (EUA) para tentar selar a paz na faixa de Gaza.

"É preciso fazer [a reunião], porque não é possível que no século 21 você tenha uma carnificina como a que você está vendo no Oriente Médio."

Questionado sobre o que o Brasil irá propor para acabar com o conflito, Lula respondeu: "A única proposta é a paz. O que você precisa é colocar todos os grupos envolvidos em discussão", afirmou. "Ao conversar com a autoridade palestina, você precisa conversar com o Hamas. Ao conversar com o governo de Israel, você tem que conversar com os mais xiitas de Israel também, porque, se todos os grupos não estiverem presentes, não tem paz."

Em Fernando de Noronha, Lula participou ontem de uma pescaria com a primeira-dama Marisa Letícia, dois filhos e as noras e netos, em um barco de 14 metros, com três suítes, pertencente a um empresário da ilha. O grupo navegou por cerca de quatro horas e visitou algumas praias. Lula e Marisa pescaram e comeram sushi.

Sitevip Internet