Olhar Direto

Quinta-feira, 05 de agosto de 2021

Notícias | Cidades

Sanecap utiliza a Pitometria para controlar pressão e vazão da água tratada

Uma ciência pouco conhecida pela população, chamada Pitometria, é usada por uma equipe do Setor de Distribuição e Macromedição (SEDM) da Companhia de Saneamento da Capital (Sanecap) para verificar e controlar a pressão e vazão da água tratada que abastece os bairros de Cuiabá.

O engenheiro da área de Pitometria da Sanecap, Paulo Mário Cardoso, explica que a ciência usada para medir a pressão e a vazão da água é importante porque ajuda a detectar problemas decorrentes de falhas na distribuição de água tratada e nas bombas. “É com a Pitometria que podemos acompanhar o abastecimento de água na capital, encontrando eventuais problemas, como ligações clandestinas e desperdício de água”.

O engenheiro explica que, para fazer o acompanhamento da pressão e vazão da água, é necessário a utilização de alguns equipamentos, que fazem parte da pitometria, como o tubo de pito, responsável pela medição da pressão da água com a finalidade de saber a sua vazão. “O tubo de pito é colocado nas Estações de Tratamento de Água (ETA), nos reservatórios e nas redes de água, que ficam na entrada dos bairros. É ele que nos informa a pressão da água que abastece residências”.

Outro equipamento, também importante dentro da Pitometria, segundo Cardoso, é a Válvula Pulsadora, pequeno aparelho que é acoplado no hidrômetro das casas. “Ele pulsa com a pressão da onda, identificando possíveis vazamentos e até mesmo ligações clandestinas”.

Também são utilizados o Macromedidor e o Conversor, responsáveis por medir o sinal de onda dentro do tubo; o Geofone, um aparelho que capta o som (barulho) da água. A Maleta, para medição de parâmetros hidráulicos (popular maleta amarela), também contribui para o trabalho, pois substitui o líquido manométrico (medida de pressão) usado para calcular a deflexão (diferença de pressão).
Sitevip Internet