Olhar Direto

Quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Notícias / Mundo

Obama promete corte de US$ 1.000 em impostos para 95% das famílias de classe média

Folha Online

08 Jan 2009 - 15:06

O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, prometeu nesta quinta-feira um corte de US$ 1.000 em impostos para 95% das famílias de trabalhadores de classe média americanos. A medida faz parte do plano de estímulo econômico, anunciado pelo democrata, que inclui ainda um aporte de até US$ 800 bilhões. 

"Essa será a primeira medida direcionada para a classe média que eu prometi durante a campanha e que será incluída no próximo orçamento", disse Obama durante uma coletiva de imprensa na Universidade George Mason, na Virgínia, na tarde de hoje. Segundo o democrata, a redução dos impostos tem o objetivo de estimular o consumo dos americanos.

Obama também prometeu dobrar a produção de energias alternativas nos três próximos anos e melhorar a eficiência energética em dois milhões de lares. "Vamos modernizar mais de 75% dos edifícios federais, e melhorar a eficiência energética de dois milhões de casas americanas, poupando aos consumidores e contribuintes bilhões de dólares em despesas energéticas", afirmou.

O democrata afirmou novamente que "a situação [econômica] poderá piorar ainda mais se o plano econômico não for aprovado". "Estou convocando todos os republicanos, democratas e independentes a unirem forças no Congresso para a aprovação do pacote em para o nosso país. Nós perdemos milhões de empregos nas últimas semanas e nós precisamos voltar a ter confiança na nossa economia. Mais do que salvar empregos, precisamos salvar vidas", disse Obama.

O presidente repetiu as promessas feitas anteriormente, como a criação de três milhões de empregos e os investimentos em infraestrutura, educação e tecnologia. "Vamos investir em universidades públicas, em novas tecnologias de ensino, novos treinamentos e em ciência. Vamos investir naquilo que nós fazemos de melhor", disse.

O democrata reiterou que o investimento do pacote financeiro terá um acompanhamento de perto da equipe de governo e que o processo será transparente.
Sitevip Internet