Olhar Direto

Notícias / Mundo

Exército do Sri Lanka mata ao menos 50 rebeldes tâmeis

FOL/Com agências internacionais

01 Jan 2009 - 08:30

Ao menos 50 rebeldes tâmeis morreram nos últimos três dias em intensos combates travados contra o Exército do Sri Lanka, que anunciou nesta quinta-feira a retomada do controle do município de Paranthan, um dos redutos da guerrilha no norte do pais.

"Paranthan e suas áreas contíguas estão agora sob total controle das forças de segurança", diz um comunicado divulgado no site do Ministério da Defesa.

Os tigres tâmeis enfrentam há mais de 20 anos as forças governamentais na tentativa de proclamar um Estado independente no norte e no leste do Sri Lanka. A conquista de Paranthan é um importante passo da operação do Exército para enfraquecer e derrotar o movimento.

A tomada de controle de Paranthan acontece em meio a uma grande operação do Exército cingalês para controlar Kilinochchi, considerada a capital do movimento rebelde. Paranthan é uma passagem crucial para redutos rebeldes no norte da península de Jaffna.

"As tropas controlaram completamente a cidade de Paranthan, que é um movimento estratégico e cortará io principal caminho de abastecimento da Passagem do Elefante", disse o porta-voz dos militares, brigadeiro Udaya Nanayakkara, se referindo à linha de frente dos rebeldes.

Os confrontos começaram na terça-feira passada (29) quando as tropas governamentais lançaram uma intensa ofensiva para capturar o território, que permaneceu sob controle da guerrilha dos Tigres de Libertação do Tâmil Eelam (LTTE) por dez anos.

No começo do dia, o Exército cingalês concluiu a tomada de Paranthan e agora consolida suas posições no território, enquanto tenta avançar em direção ao leste, segundo a versão do Ministério da Defesa.

Contudo, o site Tamilnet, favorável à guerrilha, afirmou nesta quarta-feira que durante esses combates pelo menos quatro civis foram mortos e outros 16 ficaram feridos quando a força aérea do Exército cingalês bombardeou três núcleos de população civil em uma estrada que leva a Paranthan.

Segundo essa última versão, aviões do Exército atingiram um grupo de casas perto de uma escola e dois assentamentos de refugiados.

O LTTE começou sua batalha contra o governo em 1983 e diz defender o direito das minorias tâmeis diante da opressão de sucessivos governos da maioria cingalesa, desde que o Sri Lanka se tornou independente do Reino Unido, em 1948.
Sitevip Internet