Olhar Direto

Terça-feira, 20 de outubro de 2020

Notícias / Ciência & Saúde

Crianças, trabalhadores e idosos são as principais vítimas de quedas em MT

Da Redação/Com Assessoria

15 Jan 2009 - 15:22

Uma pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde em 37 cidades brasileiras mostra que mais de 50% das crianças de até nove anos que chegam a unidades de urgência e emergência no Sistema Único de Saúde (SUS) apresentam ferimentos provocados por quedas. O levantamento também verificou que a maioria desses acidentes (69%) ocorre na própria casa da criança.

Em Mato Grosso, o Corpo de Bombeiros realiza esse tipo de atendimento de emergência realizando duas classificações para as quedas, como sendo de mesmo nível (quando a queda ocorre em um mesmo plano, em uma mesma altura), e a queda de nível (quando ocorre em planos diferentes, para alturas diversas).

Estatísticas realizadas com dados do Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp), e do Comando de Bombeiros do Interior (CBMI), demonstram que os atendimentos realizados durante o ano de 2008 em Cuiabá e Várzea Grande registraram 269 quedas de mesmo nível, contra 1.171 no restante dos municípios. As quedas de nível em Cuiabá e Várzea Grande somaram 583 contra 1528 no Estado, totalizando para todos os tipos de quedas 3.551 casos em Mato Grosso.

Vale ressaltar que de acordo com as estatísticas, 50% das quedas são sofridas por crianças, 22% refere às quedas relacionadas aos acidentes de trabalho que na maioria são de níveis diferentes. Idosos também somam 18%, e são partes constantes de quedas de mesmo nível.
Sitevip Internet