Olhar Direto

Quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Notícias / Ciência & Saúde

Central Estadual de Transplantes trabalha na busca de aumentar o número de doadores e cirurgias

Da Redação/Com Assessoria

03 Jan 2009 - 13:30

Durante o ano de 2008, a Secretaria de Estado de Saúde (SES), por meio da Central Estadual de Transplantes traçou um plano estratégico de ações visando cada vez mais aumentar o número de doações, consequentemente aumentar também o número de transplantes realizados em Mato Grosso. Para alcançar esse objetivo no decorrer desse ano, várias atividades de sensibilização e conscientização tanto da população quanto dos profissionais de saúde foram realizadas com o foco voltado para chamar a atenção de todos para a importância da parceria na questão da doação de órgãos e transplantes.

“Vale destacar também para as atividades de capacitação das Comissões Intra Hospitalares, sendo essas, fundamentais para o resultado final que é a doação, pois elas estão ligadas diretamente as famílias dos possíveis doadores. Com a lei de nº 9.434/1997, os familiares é quem decidem sobre a doação dos órgãos e tecidos”, comentou a coordenadora da Central Estadual de Transplantes, Fátima Mello.

De acordo com levantamento feito pela coordenadoria, cerca de 2.000 pessoas, nos municípios de Rondonópolis e Tangará da Serra, foram informadas por meio da entrega de folders sobre as principais orientações com relação a doação de órgãos e tecidos para transplantes. Além da população, cerca de 300 profissionais também foram orientados. Já nos municípios de Cuiabá e Várzea Grande, mais de 5.000 pessoas foram orientadas para a importância da doação. Além desses, 500 profissionais envolvidos no processo também foram sensibilizados. “Um fato importante que mereceu destaque durante o ano de 2008, foi com relação à Campanha Nacional, onde mais de 18.000 panfletos foram distribuídos nos principais pontos da capital e de Várzea Grande, na ocasião em que se comemorava o Dia Nacional do Doador”, mencionou Fátima Mello. Palestras e Reuniões também foram algumas das atividades desenvolvidas.

Em Mato Grosso existem quatro comissões intra-hospitalares funcionando nos seguintes estabelecimentos: Hospital Santa Helena, Hospital Geral Universitário (HGU), Hospital Universitário Júlio Müller e Pronto Socorro Municipal de Cuiabá) os quais possuem, ainda, Comissões Intra-Hospitalares de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT’s).

A Secretaria de Estado de Saúde mantém, ainda, uma parceria com Instituto Médico Legal de Mato Grosso (IML/MT) que notifica o Banco de Olhos toda vez em que recebe o corpo de um possível doador dentro do prazo máximo de 6 horas após o falecimento, prazo em que os órgãos podem ser utilizados.

A Gerência de Acompanhamento e Controle de Transplantes apresentou relatório de atividades. Ao todo foram 311 consultas especializadas, 05 consultas encaminhadas ao Hospital de Olhos, 05 Consultas Oftalmológicas ao HGU, 291 Exames Laboratoriais Diversos, 46 Biopsias realizadas e a realização de 2.145 Exames especializados.

A Central Estadual de Transplantes já realizou até o momento cerca de 157 transplantes de córnea e estão na lista de espera 253 pacientes. Já para transplantes de rim foram realizados 08 e aguardam por um transplante 727 pessoas. O número de doações de coração parado é de 123 e morte encefálica 06.

Sitevip Internet