Olhar Direto

Notícias / Turismo

Município paulista é exemplo de acessibilidade

Jornal de Turismo

07 Jan 2009 - 10:35

Tradicional roteiro paulista de turismo de aventura, a Estância Hidromineral de Socorro, a 132 quilômetros de São Paulo, está prestes a se tornar o principal destino de aventura especial do Brasil.

No início de 2009, a cidade localizada no Circuito das Águas vai ganhar equipamentos públicos adaptados para a recepção e a prestação de serviços adequados aos portadores de deficiências físicas e motoras.

A cidade é um exemplo de sucesso do projeto de Estruturação de 10 Destinos Referência em Segmentos Turísticos, do MTur. Socorro recebeu investimentos de R$ 1,5 milhão para a adaptação de calçamentos, construção de banheiros e rampas de acesso para cadeirantes, demarcação de vagas de estacionamento para motoristas especiais e instalação de semáforos sonoros para deficientes visuais. As benfeitorias estão em curso em nove pontos da cidade, como o Horto Florestal, o Centro de Eventos, o centro histórico e o Palácio das Águias, sede do governo municipal.

O projeto também contempla a adaptação para a prática de esportes e outras atividades de lazer, como tirolesa, arvorismo, rapel, fora-de-estrada, caminhada de curta duração, cavalgada e rafting.

“É muito gratificante ver um pequeno projeto de inclusão social, voltado para atender a pessoas com deficiência, se desenvolver e transformar o município em um destino acessível universalmente”, diz a diretora do departamento de Articulação, Estruturação e Ordenamento Turístico do MTur, Tânia Brizolla.

Depois de quatro anos de trabalho, Socorro encerrou 2008 com um número crescente de hotéis, restaurantes e logradouros públicos adaptados ou em fase de adaptação. Estimulados pelo projeto do MTur, empresários locais investiram para transformar seus negócios.

É o caso dos hotéis-fazenda Campos dos Sonhos e Parque dos Sonhos, que recebem em torno de 12 mil visitantes por ano. Depois das adaptações, iniciadas em 2008, as taxas mensais de ocupação nos dois empreendimentos tiveram aumento de até 45%. Os portadores de deficiência já representam 8% da freqüência.

O trabalho realizado nos dois empreendimentos rendeu ao proprietário José Fernandes Franco o Prêmio Superação Empresarial 2008 – Categoria Serviços de Turismo, promovido pelo Sebrae-SP e outras entidades. “Os auditores do prêmio disseram que o fator de maior peso na avaliação dos hotéis foi a adaptação para receber deficientes”, contou o empresário.

A um custo de R$ 300 mil, Franco equipou seus hotéis com telefones para surdos, cardápios e placas em braile, pisos e rampas de acesso. Além disso, os 100 funcionários passaram por programas de qualificação promovidos pelo MTur.

O destino de Socorro vem sendo traçado pela parceria entre os governos federal, estadual e municipal, empresas e entidades do terceiro setor. Por isso, o projeto é considerado um sucesso. “O ministério investiu em obras, capacitação, implementação de normas técnicas, formação de grupos de gestão. O município agora tem autonomia e conta com uma rede de parceiros capaz de fazer o gerenciamento desse processo de estruturação”, diz Tânia Brizolla.

O projeto Socorro Destino Referência em Turismo Especial é uma parceria entre o MTur, o ICBC (Instituto Casa Brasil de Cultura), a prefeitura local e a Associação para Valorização e Promoção de Excepcionais e Abeta (Associação Brasileira de Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura).

A expectativa é que o projeto avance em 2009, ampliando as possibilidades de atendimento a tipos de deficiências ainda não contemplados. A cidade também será um dos produtos em exposição no Salão do Turismo 2009, além de objeto de campanha de promoção direcionada ao consumidor de aventura especial.


Sitevip Internet