Olhar Direto

Terça-feira, 18 de fevereiro de 2020

Notícias / Política MT

Obras do PAC em Cuiabá ficam nas mãos da Prefeitura

Da Assessoria

01 Abr 2009 - 17:56

Terminou há pouco, em Brasília, a reunião em que foram analisados os argumentos apresentados para contrapor os pontos levantados em três relatórios da Controladoria Geral da União (CGU) em relação as obras do PAC na capital.Na reunião todos os pontos levantados pelos técnicos da CGU foram esclarecidos e os representantes da autarquia informaram que vão finalizar o relatório com algumas recomendações de readequação em procedimentos adotados, não somente em Cuiabá, mas na maioria das cidades que tem obras do Programa de Aceleração do Crescimento no país e que estão sendo auditadas pela CGU.

De acordo com o Procurador Geral do Município de Cuiabá, José Antônio Rosa “a reunião não poderia ter sido melhor porque confirmou o que nós da Prefeitura afirmamos desde o inicio desta polêmica: o PAC em Cuiabá está em ordem e nenhuma das dúvidas levantadas pela CGU eram insanáveis. Confirmou-se também o que o governador Blairo Maggi afirmou quando da primeira reunião entre prefeitura e governo do estado: em momento algum houve mau gerenciamento das obras ou dos recursos do PAC por parte do município”.

Sobre o item sobre preço, que mais casou polêmica, a conclusão da Controladoria é que o preço estabelecido na tabela Sinapi está alto, que os preços praticados em Cuiabá estão abaixo da tabela Sinapi, mas ainda assim, de acordo com os técnicos da CGU, precisam ser readequados.

Pela prefeitura de Cuiabá participaram da reunião o Prefeito Wilson Santos, a presidente da Sanecap, Eliana Rondon, o Procurador Geral do Município, José Antônio Rosa, o diretor de operações da Sanecap, Edio Ferraz, e o presidente da Agencia Municipal de Habitação, João Emmanuel Moreira Lima. O vereador Domingos Sávio participou da reunião a convite da Prefeitura.

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • alberto da silva
    01 Abr 2009 às 20:30

    Temos que trabalhar e parar de politicagem ,2010 esta longe.

Sitevip Internet