Olhar Direto

Sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

Notícias / Brasil

Capacitação do ProJovem Urbano prepara 140 gestores para os desafios do programa

Da Redação/ Com Assessoria

03 Abr 2009 - 10:05

Começou nesta quinta-feira (02.04) e vai até o próximo sábado (04.04) uma capacitação para os gestores do programa ProJovem Urbano dos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia, Tocantins e Goiás. Técnicos da Fundação Darcy Ribeiro (Fundar) estão preparando os diretores de escolas e as equipes de gestores do programa para receber os jovens para as aulas que começam na próxima segunda-feira (06.04) e para uma tarefa ainda mais importante: levá-los a ir adiante e concluir o programa. O evento acontece no hotel Deville, em Cuiabá.

O secretário-adjunto de Assistência Social da Secretaria de Estado de Trabalho, Emprego, Cidadania e Assistência Social (Setecs), José Rodrigues Rocha Júnior, afirmou, na abertura do evento, que o primeiro desafio, o de atrair a atenção dos jovens para o programa, foi vencido. Até agora, a procura já ultrapassou as 7.200 vagas distribuídas em 10 municípios onde o programa será desenvolvido em Mato Grosso.

“Teremos pela frente um desafio talvez até maior que o primeiro: encontrar maneiras de segurar esses jovens durante todo o curso. E esse treinamento é um passo importante nesse sentido”, destacou Rodrigues.

Renata Braga Santos, subcoordenadora Nacional do ProJovem Urbano, concorda que manter nas salas de aula jovens que tiveram experiências de educação difíceis no passado requer uma abordagem diferente, uma proposta inovadora, que integre o estudo formal e a qualificação para o mercado de trabalho.

“Forças muito poderosas da vida tiram esses jovens do programa. É a briga de gangues, uma mudança de cidade ou de bairro, um emprego novo, uma gravidez. Fazê-los permanecer até o fim dos 18 meses será nossa batalha permanente”, enfatizou.

O ProJovem Urbano busca trazer de volta a escola jovens de 18 a 29 anos, que saibam ler e escrever e ainda não tenham concluído o ensino fundamental. Durante um ano e meio eles terão aulas de português, matemática, inglês, ciências sociais, ciências naturais e informática.

Os jovens farão, ainda, cursos de formação profissional e participação cidadã, além de receber uma bolsa auxílio de R$ 100 durante a permanência no programa. “Os cursos foram divididos em arcos profissionais para uma qualificação abrangente e não restrita a uma única profissão”, explicou a subcoordenadora.

Em Mato Grosso o Projovem Urbano atenderá jovens de 10 municípios: Sinop, Alta Floresta, Primavera do Leste, Pontes e Lacerda, Juína, Cáceres, Sorriso, Tangará da Serra, Rondonópolis e Barra do Garças .

O ProJovem Urbano compõe, com o ProJovem Adolescente, o ProJovem Campo e o ProJovem Trabalhador, o novo Programa Nacional de Inclusão de Jovens (ProJovem).