Olhar Direto

Sexta-feira, 24 de maio de 2019

Notícias / Carros & Motos

Fenabrave quer reduzir prazo de retirada em consórcio

A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) vai apresentar na próxima semana ao governo federal proposta de mudança no regulamento dos consórcios. A entidade quer determinar um prazo de 90 dias para que os contemplados retirem o bem. Caso contrário, a moto ou o automóvel voltaria para o grupo e o consorciado teria de entrar novamente no sistema de contemplação.

AE

03 Abr 2009 - 15:10

A Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) vai apresentar na próxima semana ao governo federal proposta de mudança no regulamento dos consórcios. A entidade quer determinar um prazo de 90 dias para que os contemplados retirem o bem. Caso contrário, a moto ou o automóvel voltaria para o grupo e o consorciado teria de entrar novamente no sistema de contemplação.

Atualmente, os consorciados tem a opção de esperar o encerramento do grupo para retirar o prêmio em dinheiro, prática que, segundo o presidente da Fenabrave, Sérgio Reze, aumentou com o agravamento da crise econômica.

Pela proposta da Fenabrave, não haveria mudança nas regras para consorciados que já foram sorteados, mas apenas para novos contemplados. Segundo Reze, 22 mil motos estão aguardando entrega por falta de decisão dos compradores. Ele não informou os números referentes aos automóveis, mas acredita que seja próximo ao das motos.

Quanto à redução da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) para os fabricantes de motos, que passou de 3% para 0%, Reze disse que a medida é bem-vinda, mas não resolve os problemas do segmento. "A medida é muito boa, mas se analisarmos que 3% sobre R$ 5 mil dá uma diferença de R$ 150, é preciso agregar outras vantagens para o consumidor".

Em março, foram vendidas 139.230 motos, o que representa uma queda de 7,89% em relação ao mesmo período de 2008. No primeiro trimestre, as vendas de motos somaram 370.026 unidades, indicando uma retração de 15,11% ante igual período do ano anterior.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet