Olhar Direto

Quarta-feira, 08 de abril de 2020

Notícias / Ciência & Saúde

Instituto usa cobras apreendidas na produção de medicamento

Terra

06 Abr 2009 - 22:48

Sessenta serpentes apreendidas pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) no estado de Minas Gerais serão trazidas para o Instituto Vital Brazil (IVB), em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro.

O chefe do serpentário do Vital Brazil, biólogo Cláudio Machado, vai nesta segunda-feira a Juiz de Fora (MG) para buscar as cobras. Na sede do instituto, em Niterói, os animais serão tratados e usados nas pesquisas e na produção de soros antiofídicos, obtidos a partir de seu próprio veneno.

Entre as cobras apreendidas, há exemplares de espécies perigosas, como cascavéis e jararacas. Por mês, o Instituto Vital Brazil, depositário oficial do Ibama, recebe e apreende em torno de 50 serpentes, trazidas pelo Corpo de Bombeiros, pela Polícia Ambiental e também por populares. Atualmente, o serpentário do IVB abriga cerca de 500 cobras.

Órgão da Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro, o instituto completará 90 anos em julho. O Vital Brazil é um dos 18 laboratórios oficiais brasileiros e um dos três fornecedores de soros contra o veneno de animais peçonhentos para o Ministério da Saúde, que distribui os medicamentos para todo o Brasil.
Sitevip Internet