Olhar Direto

Terça-feira, 15 de outubro de 2019

Notícias / Cidades

Oscip de Mato Grosso vence licitação da Funasa

Da Redação

10 Abr 2009 - 15:19

Oscip de Mato Grosso vence licitação da Funasa
Uma Oscip (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público) de Mato Grosso venceu a primeira fase do processo licitatório feito pela Fundação Nacional de Saúde (Funasa) para a prestação de serviços de assistência em saúde indígena, em áreas como odontologia, nutrição e enfermagem, entre outras. É o Instituto Creatio, criado há 11 anos no Estado. O próximo passo será a construção de um planejamento de ação, um trabalho conjunto entre o Instituto e a Funasa.

A Oscip já atua na saúde indígena, através da parceria com o município de Santo Antônio de Leverger, sendo responsável pela contratação de profissionais de saúde - enfermeiros, nutricionistas, técnicos e auxiliares de enfermagem, entre outros – que atendem a 16 municípios e 10 etnias no Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Cuiabá.

O coordenador do Núcleo Indígena do Instituto Creatio, Marcos Costa, diz que o resultado positivo na licitação da Funasa é um reconhecimento ao trabalho já realizado pelo Instituto, que o habilitou a expandir sua atuação neste setor. Ele explica que o Núcleo Indígena do Instituto Creatio tem como objetivo construir estratégias que possibilitem aos indígenas assumir papel participativo na melhoria de sua qualidade de vida. Para isso, serão propostas ações nas mais diversas áreas, levando à comunidade indígena a capacitação necessária para obter acesso às políticas públicas. “Queremos que as comunidades sejam agentes de sua própria história, tomando para si a gestão dos processos, tanto na área de saúde como na agricultura familiar, na cultura etc.”, explicou ele.

Entre as lideranças indígenas, as expectativas quanto à atuação do Núcleo Indígena são positivas. O vice-presidente do Conselho Distrital de Saúde Indígena, Vanildo Ariabô, da etnia Umutina, destacou a atuação do Creatio junto ao povo indígena, não somente na saúde, mas também no apoio às iniciativas culturais, tais como o grupo teatral Nação Nativa, o qual Ariabô integra.

Em relação à saúde, ele comenta que as contratações feitas pelo Instituto Creatio supriram as necessidades das comunidades indígenas da região de Santo Antônio, prefeitura com a qual o Instituto mantém convênio. “Eles contrataram os profissionais de saúde e com isso o atendimento melhorou. Na minha opinião, o Creatio é o mais qualificado para cuidar da questão da saúde indígena”.

O Instituto Creatio - Uma de suas primeiras atividades foi a organização, em 1998, da Conferência das Américas para a Carta da Terra, evento da Organização das Nações Unidas e um dos desdobramentos da Rio 92. O Creatio atua nas áreas de Meio Ambiente, Saúde, Gestão Pública e Privada, Agricultura Familiar, Ação Social, Educação e Comunicação Social. Ao todo, mais de 130 ações já foram desenvolvidas ou estão em desenvolvimento por meio do Instituto, tanto em Mato Grosso como em outros estados. Hoje, o Creatio possui parcerias que atendem 13 municípios mato-grossenses e também nas cidades paranaenses de Pato Bragado, Quatro Pontes e Entre Rios do Oeste, e em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Sandra Fillo
    21 Abr 2009 às 11:08

    Essa Funasa tem que acabar, porque enquanto existir os indios ficarão a merce, na verdade a Funasa só existe para beneficiar os servidores com várias fraudes, coitados dos Indios, beneficio nenhum nunca tiveram.

  • ananonimo
    10 Abr 2009 às 16:41

    Agora sim é que vai acontecer mais e mais mortes nas aldeias. Este instituto é a maior mafia do estado de MT. Fui

Sitevip Internet