Olhar Direto

Quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Notícias / Economia

GM e Chrysler anunciam acordos com trabalhadores

A montadora norte-americana General Motors (GM) vai forçar seus trabalhadores a receberem pagamentos parciais por até três meses, como parte de um esforço para reduzir os custos durante a planejada paralisação de 13 fábricas na América do Norte em meados deste ano.O programa define que os empregados contratados e os executivos poderão ter de tirar folga em períodos de uma semana. Durante a folga, o salário dos funcionários será reduzido para 75% do salário total. O programa tem efeito a partir d

AE

30 Abr 2009 - 08:44

A montadora norte-americana General Motors (GM) vai forçar seus trabalhadores a receberem pagamentos parciais por até três meses, como parte de um esforço para reduzir os custos durante a planejada paralisação de 13 fábricas na América do Norte em meados deste ano.

O programa define que os empregados contratados e os executivos poderão ter de tirar folga em períodos de uma semana. Durante a folga, o salário dos funcionários será reduzido para 75% do salário total. O programa tem efeito a partir de hoje.

A GM disse aos trabalhadores que qualquer folga forçada com salário reduzido não vai exceder mais de 12 semanas. A companhia instituiu a mudança como um meio de garantir que os funcionários receberão pagamentos enquanto a montadora tiver fechado algumas de suas fábricas.


Chrysler


Os membros do sindicato dos trabalhadores do setor automotivo, o UAW (na sigla em inglês) ratificaram um novo acordo com a Chrysler de redução dos custos. O UAW disse que 82% dos trabalhadores da montadora da área de produção e 80% dos funcionários qualificados da área comercial votaram a favor do acordo, que suspende bônus e pagamentos de férias, mas dá ao fundo de saúde do sindicato uma participação de 55% na Chrysler, após sua reestruturação.


Segundo o sindicato, 90% dos trabalhadores administrativos e 94% dos engenheiros também aceitaram o acordo com as mudanças, previstas para entrarem em vigor na próxima segunda-feira (dia 4 de maio).


A terceira maior montadora dos Estados Unidos deve agora assinar um acordo definitivo com a montadora italiana Fiat e ganhar concessões de custos com seus credores, a fim de receber outros US$ 6 bilhões em ajuda do governo norte-americano a fim de evitar sua falência. As informações são da Dow Jones.

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet