Olhar Direto

Segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Notícias / Picante

Nova perspecitiva

Da Redação

01 Mai 2009 - 16:17

Depois de enfrentar um primeiro trimestre difícil, decorrente da crise mundial, a Embraer está apostando que o pior já passou. De janeiro a março, a companhia teve de lidar com pedidos de cancelamento de aeronaves no segmento de aviação executiva, adiamento de entregas no segmento de aviação comercial e viu o lucro líquido cair 74,82%, de R$ 152,1 milhões nos três primeiros meses de 2008, para R$ 38,3 milhões. A entrega de jatos caiu 11,1% entre os primeiros trimestres e situou-se em 40 aeronaves. De acordo com o vice-presidente executivo financeiro e de Relações com Investidores da Embraer, Luiz Carlos Aguiar (foto), os meses de janeiro e fevereiro foram os mais difíceis. A carteira de pedidos firmes da Embraer atingiu US$ 19,7 bilhões em 31 de março. Segundo Aguiar, o crédito continua escasso para os clientes da Embraer e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) deverá financiar de 25% a 29% das entregas de aviões comerciais da companhia este ano.

Mais Picantes

Sitevip Internet