Olhar Direto

Notícias / Carros & Motos

Produção industrial sobe 0,7% e tem terceira alta seguida, aponta IBGE

G1

05 Mai 2009 - 10:46

Foto: Divulgação

Linha de produção da Ford no ABC paulista; setor de veículos foi um dos que mais influenciou alta na produção industrial mensal

Linha de produção da Ford no ABC paulista; setor de veículos foi um dos que mais influenciou alta na produção industrial mensal

A produção industrial subiu 0,7% no mês de março em relação a fevereiro e registrou a terceira alta mensal seguida, considerando os dados com ajuste sazonal.

As informações fazem parte da Pesquisa Industrial Mensal divulgada nesta terça-feira (5) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em relação a março do ano passado, a atividade industrial apresentou recuo de 10%, de acordo com o instituto.

A perda acumulada dos dois últimos trimestres foi de 16,7%, a mais elevada desde o segundo trimestre de 1990, quando o índice recuou 19,8%. 

Após três meses de suave acréscimo mensal no nível de produção, acumulando alta de 4,8% entre dezembro e março, houve uma inversão na trajetória do índice de média móvel trimestral, que cresceu 1,6% em março frente ao mês anterior, após perda acumulada de 18% nos últimos cinco meses", destacou o IBGE em nota.

Segmentos em alta

Um dos setores que mais influenciou a alta, conforme o instituto, foi o setor de veículos automotores, que registrou, em relação a fevereiro, elevação de 7%.

Onze das 27 atividades industriais tiveram alta na produção. Outores setores destacados pelo instituto foram a indústria farmacêutica (9%); outros produtos químicos (3,5%); equipamentos de instrumentação médico-hospitalar e óticos (20,8%); e indústrias extrativas (2,4%).

Segmentos em retração

Em março, o IBGE apontou alguns dos setores que exerceram pressão negativa no índice: equipamentos de transporte (-15,2%); máquinas, aparelhos e materiais elétricos (-15,3%); máquinas e equipamentos (-3,3%); e material eletrônico e equipamentos de comunicações (-5,5%).

Considerando as categorias da indústria, a única a registrar retração em março ante fevereiro foi o setor de bens de capital, cuja produção caiu 6,3%. Os demais registraram leve variação ou pequena alta: bens intermediários (0,3%); bens de consumo (1,3%); bens duráveis (1,7%); bens semiduráveis e não duráveis (0,8%).

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet