Olhar Direto

Quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Notícias / Carros & Motos

Vendas de veículos caem 11,8% no mês de abril

G1

05 Mai 2009 - 14:05

A prorrogação do desconto do IPI não foi suficiente para segurar o patamar de crescimento das vendas de veículos registrado em março. De acordo com o balanço da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave) divulgado nesta terça-feira (5), abril registrou queda de 11,8% nas vendas de automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas e implementos rodoviários (carretas, entre outros), em relação ao mês anterior. Ao todo foram 368.780 unidades comercializadas no período.

A diminuição chega a 13,6% ao considerar somente automóveis, comerciais leves, caminhões e ônibus, com 243.382 unidades em abril frente 271.393 em março. Automóveis e comerciais leves puxaram a queda com 224.413 unidades vendidas. O resultado é 14% menor em comparação ao registrado em março.

De acordo com o presidente da Fenabrave, Sérgio Reze, o resultado representa uma "conquista" em função da queda registrada pelo setor no final de 2008. "O mercado mostra reação e superação do trauma vivido entre outubro e a primeira quizena de dezembro", afirma.

Mesmo com o desconto de Cofins o segmento de motocicletas mostrou redução de 9%, com 126.592 unidades comercializadas em abril, contra 139.230 no mês anterior.

Parte da redução das vendas é conseqüência da euforia que atingiu o mercado de automóveis no mês de março, já que o consumidor antecipou a compra que seria feita em abril, com a preocupação de que o governo não estendesse o desconto de IPI até junho.

Para Sérgio Reze no restante do ano o mercado se manterá no patamar médio de 220 mil unidades vendidas por mês. "Para a nossa visão 2009 não será um desastre, pelo contrário, mesmo que pela pior previsão o segmento de automóveis e comerciais leves caia 2,55% ainda estaremos no ganho."

Acumulado

Embora o mercado ainda sofra oscilações, o acumulado de janeiro a abril ainda é o melhor da história da indústria automobilística nacional. Ao todo, foram emplacados no período 866.444 unidades de automóveis e comerciais leves, crescimento de 0,13% em relação ao mesmo período do ano passado.

Entretanto, ao acrescentar as vendas de caminhões, ônibus e motos, o ano de 2008 ainda é o melhor. No primeiro quadrimestre do ano passado foram vendidas 1.519.047 unidades, contra as 1.399.319 registradas este ano – queda de 7,88%.

Participação no mercado

A Fiat é líder de vendas de automóveis e comerciais leves no acumulado deste ano, com 24,35% de paricipação. Em segundo lugar aparece a Volkswagen, com 23,59%; seguida da General Motors, com 18,91%. Em quarto lugar, a Ford tem 11,25% do mercado nacional, seguida pela Honda, em quinto, com 4,5%. As outras cinco montadoras que completam a lista das dez maiores são: Renault (3,65%), Toyota (2,97%), Peugeot (2,83%), Citroën (2,24%) e Hyundai (1,57%).

Os mais vendidos

1º VW Gol: 22.603 unidades
2º Fiat Palio: 16.297
3º Fiat Uno: 13.809
4º VW Fox/Crossfox: 11.553
5º Chevrolet Celta: 9.762
6º Fiat Siena: 9.255
7º Chevrolet Corsa Sedan: 9.187
8º Fiat Strada: 7.009
9º VW Voyage: 6.904
10º Ford Ka: 6.435
Sitevip Internet