Olhar Direto

Quarta-feira, 11 de dezembro de 2019

Notícias / Carros & Motos

GM tem prejuízo de US$ 6 bilhões no primeiro trimestre de 2009

Folha Online

07 Mai 2009 - 09:56

Foto: Reprodução

GM tem prejuízo de US$ 6 bilhões no primeiro trimestre de 2009
A montadora General Motors anunciou nesta quinta-feira um prejuízo de US$ 6 bilhões no primeiro trimestre de 2009. O valor representa uma alta de 81% nas perdas da empresa, na comparação com o mesmo período do ano passado, apesar de ter ficado acima da expectativa de muitos analistas.

Sob ameaça de concordata, a General Motors atribuiu as perdas à contínua desaceleração econômica global e à queda das vendas em todo o setor automotivo. A GM, a mais afetada pela crise nos Estados Unidos, tem até o dia 1º de junho para apresentar seu plano detalhado de reestruturação, em troca de mais ajuda para manter sua produção.

Nesta quinta, a empresa divulgou que sua receita recuou 47%, de US$ 42 bilhões nos três primeiros meses de 2008 para US$ 22,4 bilhões neste ano. Economistas consultados pela agência de notícias Reuters projetavam uma receita total de US$ 20,9 bilhões.

Quanto aos prejuízos, as perdas da GM equivalem a uma desvalorização de US$ 9,66 por ação. As previsões citavam um prejuízo de US$ 11 por ação.

Desde o final de 2008, a GM já recebeu US$ 15,4 bilhões em empréstimos. Com a entrega de seu plano de reestruturação, a empresa espera conseguir outros US$ 16,6 bilhões junto ao Departamento do Tesouro.

Entre as medidas já anunciadas de seu projeto de resgate, a GM planeja demitir 21 mil funcionários, fechar 13 fábricas nos EUA até o final de 2010 e se desfazer de até 1.200 concessionárias em todo o país.

Na semana passada, a maior montadora americana selou o fim da marca Pontiac --cuja produção deve ser encerrada até o próximo ano.

Caso as propostas não sejam consideradas viáveis pelas autoridades, a maior montadora americana poderá recorrer ao 'Chapter 11' (o capítulo da legislação dos EUA para falências). Pela lei, recorrer ao capítulo 11 significa que a empresa reconheceu que não pode quitar suas dívidas e pode ter um prazo para reorganizar suas contas junto aos credores.
Sitevip Internet