Olhar Direto

Notícias / Turismo

Agência de viagens organiza tours para bonecos de pelúcia no Japão

AFP

11 Dez 2013 - 04:54

Uma agência de viagens no Japão se especializou em organizar excursões para um tipo de turista fora do comum: bonecos de pelúcia.
A Unagi Travel, em Tóquio, oferece pacotes diversos. Um passeio de dia inteiro pelas atrações mais famosas da capital japonesa, por exemplo, custa US$ 45 (cerca de R$ 100), fora a taxa de envio do brinquedo pelo correio.

Os bonecos mais aventureiros podem ser enviados para um passeio pelos templos e santuário de Kyoto por US$ 95 (cerca de R$ 220), ou para relaxar em banhos quentes vulcânicos -- esse pacote custa US$ 55 (cerca de R$ 130).
"Alguns clientes contratam o tour apenas porque é divertido, mas também há pessoas que enviam os animais de pelúcia como seus representantes porque elas próprias não podem viajar, por estarem no hospital ou serem ocupadas demais", diz a operadora de turismo Sonoe Azuma.
"Uma cliente pediu que eu levasse seu companheiro de pelúcia por escadas e ruelas estreitas onde ela não podia passar com sua cadeira de rodas", exemplifica Azuma. "Outra pessoa, que não podia sair ao ar livre devido a uma doença de pele, queria que seu bicho pegasse sol", completa.
A 'personalidade' de cada boneco

Azuma, uma mulher de 39 anos que já trabalhou no setor de finanças e tem a agência Unagi há três anos, leva sua tarefa muito a sério. Ela não concorda com a ideia de que está apenas carregando os brinquedos para lugares famosos. "Qualquer um pode simplesmente tirar fotos de animais de pelúcia... Mas fazemos isso com a convicção de quem está tomando cuidado da criança de alguém", disse.
Fazemos isso com a convicção de que estamos cuidando da criança de alguém"
Sonoe Azuma, dona da agência de viagens
Um formulário enviado aos donos dos brinquedos pede o nome do turista, se é propenso a ter enjoo em carros e barcos ou se é alérgico a algum alimento.
Os donos são convidados a falar sobre a personalidade do personagem, a dizer qual é seu hobby e por que está se juntando ao tour.
Em um tour recente em Tóquio, para o qual a "France Presse" foi convidada, uma diversidade de criaturas foi confiada aos cuidados da guia. O grupo incluía um tigre, um tubarão, uma Hello Kitty e um personagem da Vila Sésamo, oriundos de diferentes cidades do Japão.

Após uma pequena explicação sobre o que esperar da viagem, os participantes foram gentilmente empacotados e levados para o Santuário Meiji Jingu.
Nos jardins do Palácio Imperial, ela cuidadosamente estendeu uma toalha para acomodar a turma, que posou para uma das muitas fotos de grupo do dia.
Azuma posta notícias sobre os tours ao vivo e coloca fotos nos perfis da empresa no Facebook e no Twitter.
Azuma prepara até pequenos trajes para colocar nos bichos de pelúcia combinando com as locações do tour -- por exemplo, miniquimonos para dormir em estilo japonês. Segundo ela, isso ajuda a fazer surpresas para os donos que acompanham a viagem online.
Aproveito os cenários por meio dos olhos deles, mesmo não estando lá"
Cliente que não quis ser identificada
No final, ela também usa as fotos para contar uma história baseada nas características que os donos forneceram. Em um tour, por exemplo, narrou que um coelho levou um sapo em suas costas de uma cidade pequena até a capital porque o sapo não estava acostumado a multidões.
Seus clientes humanos parecem apreciar a atenção personalizada.
Uma cliente de cerca de 40 anos entrevistada pela "France Presse" disse que não achava nada estranho enviar seus bonecos no tour. "Aproveito os cenários por meio dos olhos deles, mesmo não estando lá fisicamente", disse ela, que não quis ser identificada.
Ela admite que para muitos estrangeiros a prática pode parecer estranha, mas diz que seus amigos japoneses acham tudo "muito natural".
Sitevip Internet