Olhar Direto

Sexta-feira, 24 de maio de 2019

Notícias / Turismo

Mirante mais alto do Hemisfério Sul tem cubo 'pendurado' no 88° andar

G1

20 Jan 2014 - 17:43

Situada no 88º andar, a plataforma de observação do edifício Eureka Tower, em Melbourne, é tão alta que, durante a subida no elevador até lá, sente-se uma pressão no ouvido semelhante à que ocorre durante a decolagem de um avião.

Em apenas 38 segundos chega-se do térreo até esse ponto de observação que fica a 285 metros de altura e é considerado o mais alto do Hemisfério Sul.

Todo envidraçado, o Eureka Skydeck ocupa um andar inteiro do arranha-céu de 297 metros e 92 andares e permite ter uma vista de 360º de boa parte da cidade australiana.

Turistas fazem fila para experimentar um de seus principais atrativos: o The Edge, um cubo com paredes, piso e teto de vidro que se projeta três metros para fora do prédio.
A sensação de estar suspenso no vazio só é amenizada pela presença das barras metálicas que fazem parte de sua estrutura.
Os organizadores da atração não recomendam a experiência para pessoas com fobia de altura ou de locais fechados, com problemas cardíacos ou epilepsia.

Apartamento no 87° andar
Localizado na margem sul do Rio Yarra, que corta a cidade, o Eureka Tower é um edifício residencial e tem moradores até o 87º andar. Foram gastas 110 mil toneladas de concreto para construí-lo, e seu peso é de 200 mil toneladas.

O ingresso para adulto custa 18 dólares australianos (R$ 37) para a visita diurna e 22 (R$ 45) para a noturna. O acesso ao The Edge tem custo extra de 12 dólares australianos (R$ 24).
Sitevip Internet