Olhar Direto

Terça-feira, 18 de junho de 2019

Notícias / Cidades

Oficina de desmanche de moto é descoberta durante Operação Xeque-Mate

Da Redação/AM

10 Mar 2009 - 18:41

Uma oficina de desmanche de motocicletas e adulteração de veículos foi descoberta na manhã desta terça-feira (9), no bairro Figueirinha, em Várzea Grande, durante a Operação Xeque-Mate que teve início ontem, em combate ao comércio ilegal de peças novas e usadas na Grande Cuiabá. A ação foi conjunta entre a Polícia Civil e Secretaria de Estado de Fazenda.

As peças e agregados de motos, já desmontados, foram localizados na oficina Mané Multimarcas, sem origem e nota fiscal. Foram apreendidas partes de motos financiadas e peças sem identificação, além de placas e pinos para adulterações, entre outros.

O proprietário da empresa é Manoel Valdivino Borges, que está foragido. Ele poderá responder por diversos crimes, entre eles receptação, adulteração, sonegação fiscal, concurso em apropriação em débito e fraude em execução. A empresa dele possui inscrição estadual provisória.

O crime de adulteração ficou comprovado, com a descoberta de duas ferramentas, denominada pulsão (numérica e alfabética), usadas pelos infratores para adulterar ou remarcar números de chassis.

As peças serão encaminhadas à Delegacia Especializada de Repressão a Roubo e Furtos de Veículos Automotores (DERRFVA) e a polícia investigará para identificar a procedência da mercadoria. “A polícia vai apura como as peças foram parar no local e se foram compradas ou roubadas”, disse o delegado Christian Cabral.

Também foram descobertos dois poços artesianos no quintal da oficina. A polícia suspeitou que havia descarte de peças dentro e solicitou ajuda do Corpo de Bombeiros para retirar o material. Foram encontrados três chassis de motos roubadas. Um dos chassis é de uma moto roubada em Cáceres.

Na oficina, eram realizados cerca de seis desmanches de moto por dia e as peças revendidas na Grande Cuiabá e no interior do Estado.

Conforme o secretário de Fazenda, Éder Moraes, as inscrições estaduais das empresas que estão praticando os ilícitos fiscais podem ser suspensas, caso seja confirmada a prática de crime contra a ordem tributária. Com a suspensão, as empresas deverão recolher os impostos estaduais nas fronteiras de Mato Grosso. “A Sefaz está fazendo uma varredura em todos os estoques para apurar as irregularidades e punir os responsáveis. Não seremos omissos em nenhum caso”, declarou o secretário Eder Moraes.

A delegada Maria Alice Amorim informou que o local foi descoberto a partir de uma denúncia averiguada pela Delegacia Fazendária, em parceria com a Roubos e Furtos de Veículos, e contou com o apoio de fiscais de tributos da Sefaz e peritos criminais. “A operação Xeque-Mate iniciou com um serviço de inteligência da Polícia Civil buscando identificar empresas que atuam no mercado irregular de autopeças. Essa ação visa combater tanto a receptação quanto a sonegação fiscal”, explicou.

A operação "Xeque-Mate" continuará até sexta-feira (13).
Sitevip Internet