Olhar Direto

Notícias / Copa 2014

"É o nosso Mundial", decreta Felipão

R7

11 Jun 2014 - 22:25

Treinador brasileiro mostrou extrema confiança mais uma vez na conquista do hexa

O técnico Luiz Felipe Scolari abraçou definitivamente o espírito da Copa e, nesta quarta-feira (11), em sua última entrevista coletiva antes da estreia da seleção brasileira no Mundial diante da Croácia, no Itaquerão, agradeceu à confiança do povo brasileiro e decretou, otimista:

— Aos brasileiros eu queria dizer: chegou a hora, é o nosso Mundial.

Felipão deu base ao seu otimismo ao afirmar que o time está pronto para encarar os croatas nesta quinta (12), a partir das 17 horas, e que o atual grupo brasileiro é bastante semelhante ao que conquistou o pentacampeonato, também sob sua batuta, há 12 anos.

— Essa seleção e aquela de 2002 são parecidas. Existia muita dedicação de muitos atletas para modificarem situações táticas para ajudar a seleção de 2002 e conseguiram o penta. E essa de 2014 em determinados momentos também faz isso. Um deles está aqui do meu lado, que não é um jogador de marcação, mas tenta fazer e aplica-se para isso.

Felipão brinca sobre estreia de Neymar para a Copa: "Tenho que pensar"

O jogador ao lado a que Felipão se referiu era simplesmente Neymar, o dono da camisa 10 e o atleta que é apontado por grande parte da população como principal esperança par a conquista da sexta estrela.

Apesar de estar participando de sua primeira Copa, o craque do Barcelona não pareceu temer a responsabilidade que lhe jogaram sobre os ombros, e assumiu a missão de comandar o Brasil.

— Não jogo sozinho. São 11 jogadores dentro de campo, fora os demais, que não reservas, mas um time completo. Cada um sabe o seu papel e cada um cumprindo sua função nós podemos ir muito longe

Neymar concordou com Felipão e também avisou que essa é a hora de bordar a sexta estrela na camisa.

— Chegou a hora, né. É o momento. É o momento que todos brasileiros esperaram. Eu estou conquistando meu sonho e o deles também (amigos). Espero poder ajudar minha equipe da melhor maneira possível e espero realizar o sonho de todos os brasileiros.
O atacante minimizou o jejum de duas Copas que os camisas 10 da seleção brasileira enfrentam, já que não marcarm gols nem em 2010, na África do Sul, nem em 2006, na Alemanha.

— Estou pronto para fazer gol.
Sitevip Internet