Olhar Direto

Segunda-feira, 18 de novembro de 2019

Notícias / Política BR

Dilma recebe Bachelet no Planalto antes de ir para a abertura da Copa

G1

12 Jun 2014 - 11:09

A presidente Dilma Rousseff recebeu nesta quinta-feira (12), dia de abertura da Copa do Mundo, em São Paulo, a colega chilena Michelle Bachelet, no Palácio do Planalto, em Brasília. O encontro desta manhã foi feito a convite de Dilma.

Esta é a primeira vez que Bachelet vem ao Brasil após ter sido eleita novamente presidente do Chile, no ano passado. O encontro, porém, não é o primeiro entre as duas atuais chefes de Estado. Em dezembro de 2011, Dilma já havia recebido a presidente chilena no Palácio do Planalto. Na época, Bachelet ocupava o cargo de secretária-adjunta da Organização das Nações Unidas (ONU) e era diretora da ONU Mulher.

Em março deste ano, após Bachelet ter sido reeleita presidente, Dilma a visitou durante a posse, e as chefes de Estado discutiram a agenda bilateral entre os dois países. De acordo com a programação divulgada pela assessoria da Presidência da República, as duas presidentes terão um encontro bilateral e, em seguida, participarão de uma cerimônia de assinatura de atos.

Copa do Mundo
Bachelet também foi convidada por Dilma para assistir a jogos da seleção chilena no Brasil. Segundo agenda do Palácio do Planalto, a presidente do Chile assistirá nesta quinta-feira à abertura da Copa, na Arena Corinthians, em São Paulo, e ao jogo entre Chile e Austrália, nesta sexta (13), em Cuiabá.

Após o encontro, segundo a agenda oficial, Dilma segue para São Paulo, onde participará de um almoço com chefes de Estado e de governo que vieram ao Brasil para assistir ao jogo de abertura do Mundial. A previsão é que a presidente retorne ainda nesta quinta para Brasília, após o jogo entre Brasil e Croácia.

Enquanto recebia a presidente do Chile, Dilma foi questionada por jornalistas sobre qual placar esperava para o jogo desta quinta. Ela apenas sorriu e acenou com um sinal positivo.

Assinatura de atos
Durante o encontro bilateral, Dilma e Bachelet assinaram um ato de cooperação entre Brasil e Chile na área de direitos humanos. O ato prevê o compartilhamento de documentos entre ambos os países sobre seus respectivos períodos de regime militar.

Outro ato foi assinado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pela Sociedade de Fomento Fabril (Sofofa), equivalente à CNI no Brasil, para cooperação entre as entidades ligadas à indústria. Dilma e Bachelet não assinaram o ato, mas acompanharam a cerimônia.
Sitevip Internet