Olhar Direto

Sexta-feira, 24 de maio de 2019

Notícias / Copa 2014

Comandada por Messi, Argentina mantém 100%; Nigéria avança

Terra

25 Jun 2014 - 14:39

O pouco encantador futebol apresentado pela Argentina nas duas partidas iniciais da Copa do Mundo foi compensado com uma grande atuação nesta quarta-feira, pela terceira rodada do Grupo F. Apesar de ainda apresentar problemas defensivos, a seleção sul-americana teve finalmente boa performance ofensiva e, liderada pelo artilheiro do torneio Lionel Messi, venceu a Nigéria por 3 a 2 para terminar a primeira fase íder com 100% de aproveitamento - os africanos também avançaram, no segundo lugar da chave.

O jogador do Barcelona foi, novamente, o grande destaque da Argentina. Após decidir nos dois jogos anteriores em meio à morosidade de sua seleção, o craque viu o ataque sul-americana finalmente brilhar e apareceu mais ainda na vitória sofre os africanos. Com quatro finalizações e mais dois gols em sua conta na Copa – é o artilheiro com quatro gols ao lado de Neymar –, Messi saiu ovacionado no segundo tempo ao ser substituído.

A Argentina sai da primeira fase embalada com nove pontos, em primeiro lugar e finalmente com uma atuação convincente. Também classificada, a Nigéria se despede do Grupo F com quatro pontos. Ambos agora aguardam o adversários das oitavas, que virão do Grupo E – os sul-americanos jogarão na Arena Corinthians (SP), na próxima terça-feira, às 13h (de Brasília), enquanto os africanos duelarão na próxima segunda, às 13h, no Mané Garrincha (DF).

Primeiro tempo eletrizante e... Lionel Messi

O duelo no Beira-Rio começou de forma eletrizante. Classificada, a Argentina abriu o placar logo no primeiro ataque: aos 3min, Di María recebeu no setor esquerdo, chutou com forças, mas viu a bola explodir na trave – na sobra, Messi apareceu e encheu o pé para o fundo do gol. A Nigéria não se intimidou e empatou logo no minuto seguinte: Musa recebeu dentro da área, cortou para a direita e acertou belo chute sem chances para o goleiro Romero.

Superior tecnicamente, os argentinos seguiram melhores após sofrerem o empate e a partida continuou animada. A equipe sul-americana criava boas oportunidades, mas desperdiçava todas e o empate se mantinha no placar – os nigerianos também assustavam em ataques esporádicos. A sequência de oportunidade da seleção da América do Sul, que tinha em Lionel Messi o grande destaque em campo, animava os torcedores, mas a igualdade parecia que se manteria até o intervalo.

Aos 42min, Messi teve a oportunidade de fazer de falta, mas viu o goleiro nigeriano buscar bola no ângulo. Quatro minutos mais tarde, não teve jeito: o craque argentino cobrou falta com perfeição e fez seu quarto gol na Copa.

Susto da Nigéria e domínio argentino

O ritmo impressionante do primeiro tempo se manteve na volta do intervalo. Como na etapa anterior, aos 2min a Nigéria já marcou um gol, novamente com Musa, que invadiu a área e tocou na saída de Romero para empatar. A Argentina, entretanto, fez o terceiro três minutos depois: após cobrança de escanteio de Di María, Rojo apareceu na área e de joelho mandou para o gol.

Os argentinos continuaram em cima após o terceiro e seguiram perdendo oportunidades. Com uma boa atuação até então não vista, a seleção sul-americana envolvia a Nigéria com muita velocidade dos atacantes. Os africanos ainda perderam um jogador por lesão: Babatunde causou preocupação ao sair com o braço imobilizado após pancada.

Messi saiu de campo ovacionado para a entrada de Ricky Álvarez aos 18min, mas nem assim o ímpeto ofensivo argentino diminuiu e oportunidades seguiram sendo desperdiçadas até o apito final –a Nigéria também se soltou e assustou por várias vezes os sul-americanos. Com as equipes buscando o ataque até o fim, a partida manteve o ritmo acelerado do primeiro ao último minuto e encantou os torcedores no Beira-Rio, que cantaram em bom som para apoiar a seleção argentina. Agora, preparam nova invasão, desta vez a São Paulo.

Sitevip Internet