Olhar Direto

Terça-feira, 15 de outubro de 2019

Notícias / Copa 2014

Chiellini nega sentimento de raiva por Suárez e diz ver excesso em punição

Globo Esporte

27 Jun 2014 - 08:00

Vítima da mordida do atacante Luis Suárez na derrota da Itália por 1 a 0 diante do Uruguai pela Copa do Mundo, o zagueiro Giorgios Chiellini falou sobre o incidente e a punição dada ao jogador do Liverpool. Para ele, não há sentimento de raiva ou vingança, há apenas desapontamento pelo resultado negativo e a eliminação da Azzurra da competição. Além disso, o defensor afirmou que pensa no rival, que passará por "um período complicado" ao lado de sua família e disse também que acredita que os nove jogos, quatro meses de banimento de qualquer atividade ligada ao futebol e a multa impostas pela Fifa ao atleta da Celeste foram excessivos. Chiellini comentou que, ao menos, o uruguaio deveria ser autorizado a assistir ao restante da competição com os colegas.

- Dentro de mim agora não há sentimento de alegria, vingança ou raiva contra Suárez pelo incidente que aconteceu dentro do campo e é isso. Só me sobra raiva e desapontamento pela partida. No momento, meu único pensamento é pelo Luis e por sua família, porque eles vão enfrentar um período complicado. Eu sempre considerei inequívocas as intervenções disciplinares por órgãos competentes, mas, ao mesmo tempo, acredito que a fórmula proposta é excessiva. Eu, sinceramente, espero que ele seja autorizado a, pelo menos, seguir perto de seus colegas durante os jogos porque um banimento desses é realmente alienante para um jogador - comentou o zagueiro.

Luis Suárez já voltou a Montevidéu, no Uruguai. Além das sanções impostas pela entidade máxima de futebol, o atacante do Liverpool ainda perdeu um de seus patrocinadores, o site "888 poker", que rescindiu contrato após o episódio.


Sitevip Internet