Olhar Direto

Quinta-feira, 18 de julho de 2019

Notícias / Copa 2014

Alemanha e França ignoram passado sangrento por vaga na semi

Terra

04 Jul 2014 - 10:06

O Maracanã recebe nesta sexta-feira um dos clássicos de maior rivalidade no futebol mundial. Alemanha e França se enfrentam a partir das 13h de olho em uma das vagas da semifinal da Copa do Mundo de 2014. Este duelo europeu possui décadas de história e confrontos duros nestes anos, mas a pretensão de ambas as equipes é esquecer o retrospecto para que o foco esteja somente no jogo pelas quartas de final.

O clássico já ocorreu três vezes em Copas do Mundo. Em 1958, as seleções se enfrentaram na disputa do terceiro lugar do Mundial disputado na Suécia, e os franceses conquistaram uma vitória por 6 a 3, com direito a quatro gols de Just Fontaine, que terminou o torneio com 13 gols e se mantém como maior artilheiro de uma mesma edição de Copa.

Em 1982, a situação foi mais séria. A Alemanha eliminou a França de Michel Platini nos pênaltis depois de empate por 3 a 3, mas o jogo foi marcado por um lance violento. O goleiro Harald Schumacher colidiu propositadamente com Patrick Battiston no ar, e o francês acabou estirado no gramado. O resultado foi uma concussão para o defensor, que ainda perdeu três dentes e lesionou a coluna vertebral.

A controvérsia prosseguiu após a partida, já que o arqueiro germânico afirmou que se o problema era só isso, ele pagaria as coroas dentárias. O ressentimento da década de 1980 pode interferir no jogo desta sexta? Para o técnico francês Didier Deschamps, a resposta é não. "Não tenho nada a dizer quanto isso. Eles estão sob pressão de estar em quartas de final. A história foi o que foi, mas nesta sexta uma nova página vai ser escrita. Esperamos que seja a mais bela possível", disse.

A opinião de Joachim Low é similar a de seu colega francês. "Vamos nos encontrar com um grande time da França, será em um estádio mítico e é uma motivação para todos nós. Eles são um time muito bom, mas será equilibrado. Vamos entrar no campo com toda a confiança possível", afirmou o treinador alemão.

Seria realmente difícil que a partida de 1982 ainda estivesse na mente dos jogadores que se enfrentarão no Maracanã. Somente Roman Weindenfeller, Miroslav Klose, Patrice Evra e Mickael Landreau já tinham nascido, sendo que Klose, o mais velho, era um garoto de quatro anos. O terceiro duelo ocorreu na Copa de 1986 e terminou com vitória alemã por 2 a 0, novamente na semi. O objetivo francês para esta sexta é empatar o retrospecto.

"Nós estamos vivendo o momento atual. É verdade que houve confrontos históricos entre as duas equipes, mas tentaremos escrever nossa própria história. É uma partida de quartas de final de Copa do Mundo e certamente faremos de tudo para sairmos vitoriosos", afirmou o goleiro francês Lloris.
Sitevip Internet