Olhar Direto

Notícias / Copa 2014

'Focar e esquecer torcida', diz a Julio César goleiro que superou paralisia

Globo Esporte

04 Jul 2014 - 16:19

Foto: (Foto: Foto: Diego Vara/Agência RBS)

Menino realizou sonho ao entrar em campo com a seleção da Alemanha em Porto Alegre

Menino realizou sonho ao entrar em campo com a seleção da Alemanha em Porto Alegre

Após realizar o sonho de entrar em campo com os jogadores da Alemanha na segunda-feira (30), no Beira-Rio, Getúlio Felipe, de 9 anos, conta que seu foco agora é torcer pela Seleção nesta sexta-feira (4), quando o time comandado por Felipão enfrenta a Colômbia, a partir das 17h, em Fortaleza. Desinibido, o menino cativa por onde passa com seu sorriso e sua história de superação: o garoto nasceu prematuro, teve paralisia cerebral e uma doença que limita o movimento das pernas.

Depois de pisar no gramado do Beira-Rio de mãos dadas com o goleiro Neuer e trocar algumas palavras em alemão com o jogador, o pequeno Getúlio dá seus conselhos para outro goleiro: Julio César, o herói da classificação brasileira diante do Chile. E ele sabe do que está falando. Apesar de algumas limitações físicas, atualmente joga como goleiro no time da escola em que estuda, em Porto Alegre, e conquista admiradores pela autenticidade e alegria.

Acostumado a lidar com dificuldades mesmo com a pouca idade, o gaúcho de Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre, aconselha os jogadores a manterem a calma. Cauteloso, não arrisca um palpite para o jogo contra a Colômbia em Fortaleza, mas dá a dica: é preciso respirar fundo para não cometer erros.

"A minha dica para não ficar nervoso antes dos pênaltis é tomar bastante água e contar até 10", garantiu o pequeno fã de futebol ao G1.

Getúlio foi escolhido em uma promoção para entrar com os jogadores em campo na Copa do Mundo. O incentivo da família fez com que o menino gostasse de futebol e começasse a praticar o esporte. O sonho foi realizado graças ao apoio dos pais e da Associação de Assistência a Criança Deficiente (AACD), onde Getúlio faz tratamento.

Entre os grandes ídolos da bola, Getúlio diz que torce sempre para Neymar e Julio César. "Um conselho para o Julio César é focar no jogo e não ficar olhando a torcida. Às vezes pode, mas tem que focar no jogo porque o time que vão enfrentar é muito difícil", salientou.

Já no caso do camisa 10 da Seleção, ele aproveita a oportunidade para dar um puxão de orelha. "Neymar tem que voltar a jogar igual jogava na Copa das Confederações, passando mais a bola".

Para os momentos de nervosismo, como o dos pênaltis na última partida contra o Chile, Getúlio aconselha seguir os seus passos. "Quando fico nervoso antes de jogar, peço um tempo para respirar firme, forte e para beber uma água", disse. Segundo o menino, funciona.

Menino realizou sonho ao entrar em campo com jogador alemão

Antes de entrar em campo com Neuer, Getúlio diz que conversou com o jogador e que até chamado de "safadinho" pelo goleiro. "Eu disse para ele meu nome em alemão, ele respondeu em inglês. Depois, Neuer disse que eu era safadinho em português", conta o menino, sobre o goleiro de 28 anos do Bayern de Munique.
Antes de o hino tocar, ele conversou também com os jogadores Schweinsteiger, Müller e Özil, os preferidos dele na seleção da Alemanha. "Foi muito emocionante para mim. Eu vou falar para os meus filhos quando eu crescer que eu entrei com os jogadores na Copa do Mundo", conta.


Sitevip Internet