Olhar Direto

Sexta-feira, 29 de maio de 2020

Notícias / Cidades

Menores infratores cumprem medidas socioeducativas em bibliotecas municipais

Da Redação/Com Assessoria

08 Mar 2009 - 21:55

Jovens infratores têm cumprido medidas socioeducativas em unidades das bibliotecas municipais “Saber com Sabor. Em Cuiabá, das oito unidades das bibliotecas gerenciadas pela Secretaria Municipal de Educação (SME), quatro já foram freqüentadas por adolescentes em cumprimento de prestação de serviços à comunidade e em liberdade assistida.

Em janeiro de 2008 as bibliotecas foram cadastradas no Conselho Municipal de Criança e do Adolescente (CMDCA). O registro junto ao órgão tem validade de um ano e é obrigatório a todas as instituições que oferecem atendimento a crianças e adolescentes. A partir de abril do ano passado, foi iniciado o atendimento aos adolescentes que cumpriam medidas socioeducativas em regime meio-aberto.

Por meio do projeto “Bem-acompanhado”, desenvolvido pela Pastoral do Menor, quatro adolescentes prestaram serviços à comunidade em unidades da “Saber com Sabor”, de acordo com informações da assistente social responsável pela entidade, Maria Helena da Silva. “As bibliotecas são espaços onde os meninos podem contribuir com a sociedade e ter o interesse pela leitura despertado”, comentou. “A parceria com a coordenação das bibliotecas foi muito boa”, avaliou a coordenadora da Pastoral, Lília Alves Ferreira. Ela explicou que a instituição atendeu demanda apontada pelo Juizado da Infância e Juventude.

Segundo a coordenadora das bibliotecas “Saber com Sabor”, Creuza Guimarães, no total foram seis adolescentes atendidos. “Quando a pena é menor e não tão grave, o jovem pode desenvolver um trabalho para a sociedade”, explicou. A prestação de serviços à comunidade, como medida punitiva pelo ato infracional, pode durar até seis meses. Os infratores punidos em regime de liberdade assistida têm até um ano para cumprir a medida, que pode ser cumulativa.

Até agora, três reeducandos foram atendidos na biblioteca “Saber com Sabor” da praça Clóvis Cardozo, na região central de Cuiabá. Nas unidades dos bairros Osmar Cabral, Cidade Verde e Dom Aquino foram mais três. Além dos quatro adolescentes encaminhados pela Pastoral do Menor, outros dois foram recomendados pelo Conselho Tutelar.

“Primeiro a gente faz uma orientação, motivando para o trabalho e para a inserção na sociedade. Em seguida, eles começam a atender na catalogação de livros, no sistema de empréstimos e ajudam até na limpeza”, explica Creuza Guimarães.

Ela observou que 50% dos menores infratores que cumprem pena assistida nas unidades da “Saber com Sabor” são filhos de profissionais liberais, ligados a famílias com melhores condições financeiras. Pertencem à faixa etária de 12 a 18 anos. Os motivos que levaram esses seis jovens ao cumprimento de pena assistida foram assaltos e, principalmente, porte e uso de drogas. “Houve também o caso de um jovem que criou uma comunidade no site de relacionamentos Orkut para difamar uma colega”, revelou a coordenadora.

“Quando chegam lá são agressivos e rebeldes”, expõe. “Com o tempo aprendem que se fizerem algo prejudicial à sociedade devem pagar por isso”, explica. Segundo a coordenadora, a partir da terceira semana algumas mudanças de comportamento são perceptíveis.

Ela exemplifica com o caso de um aluno da rede pública municipal, atendido na unidade do bairro Cidade Verde. Com o transcorrer do tempo, ele passou a colaborar com diversos trabalhos desenvolvidos na biblioteca, em benefício da comunidade escolar. “Ajudava os alunos nas tarefas escolares e durante um festival de pipas, ensino u as crianças a confeccioná-las”. Outra atividade desenvolvida na unidade foi um concurso de poesia, do qual o reeducando participou ativamente, escrevendo textos poéticos e ajudando na execução das atividades. Para a coordenadora, essa é mais uma oportunidade de se colaborar com a educação dos jovens.

“Saber com Sabor” - As bibliotecas municipais estão localizadas nos bairros Santa Isabel, Cidade Verde, Pedregal, Dom Aquino, Pedra 90, Osmar Cabral e na Praça Clóvis Cardoso, no Goiabeiras. Existe ainda uma unidade itinerante, adequada num ônibus, que se desloca até as regiões onde ainda não há bibliotecas, como na zona rural e em alguns bairros da periferia de Cuiabá.

O acervo é composto por obras da literatura infantil, infanto-juvenil, mato-grossense, clássica e estrangeira. Há também à disposição dos leitores revistas, gibis, livros didáticos e dicionários. Ao todo são 50 mil livros disponíveis para empréstimo e consulta nas oito unidades, que recebem diariamente cerca de 600 visitantes. Os usuários também podem recorrer à pesquisa digital, já que seis unidades oferecem acesso à internet. Nas bibliotecas do Santa Isabel, Cidade Verde, Dom Aquino e Pedregal são ministradas oficinas de contação de histórias e mediação de leitura.




Sitevip Internet