Olhar Direto

Notícias / Carros & Motos

Novo Ford Ka quer apagar passado humilde e provar que vale o quanto pesa

R7

10 Ago 2014 - 19:00

Novo Ford Ka quer apagar passado humilde e provar que vale o quanto pesa
Modelo ficou maior, mais moderno e equipado, mas custa R$ 11 mil a mais que geração anterior

A antiga geração do Ford Ka, que deixou de ser produzida no fim de 2013 e sumiu das lojas em janeiro deste ano, era um dos carros mais baratos e modestos do Brasil, com preços a partir de R$ 24.200 — a versão mais equipada (com ar-condicionado, direção hidráulica, trio elétrico e air bag duplo) custava R$ 28.600.

Contudo, a Ford resolveu deixar no passado a fama de "pé-de-boi" do modelo ao lançar, na semana passada, a sua nova geração, que ficou maior, mais equipada e sensivelmente mais cara, a partir de R$ 35.390 — R$ 11.190 a mais que a anterior.

Se por um lado segue a tendência do mercado por carros mais equipados, por outro a nova estratégia da montadora se mostra arriscada ao eliminar de sua gama de veículos uma opção na faixa dos R$ 20 mil — sobretudo no segmento de entrada, onde o preço ainda é um critério eliminatório.

Prova disso são os números de vendas no País. Carro mais emplacado por aqui há 27 anos, o Volkswagen Gol está cada vez mais ameaçado pelo arquirrival Fiat Palio, que ao contrário do adversário mantém sua versão mais barata Fire (R$ 24.950) para ganhar volume de vendas.

É preciso relevar que um Palio Fire, equipado com os opcionais que vem de série no Ka, custa quase o mesmo preço da novidade da Ford — e nesse ponto, a comparação fica desigual com vantagem para o compacto mais moderno.

A versão topo de linha do novo Ka (R$ 39.990), por sua vez, traz itens inéditos como controle eletrônico de estabilidade. Por outro lado, dificilmente o comprador nessa faixa de preço não vai considerar entrar no segmento dos compactos premiuns, que embora custem um pouco mais, são mais potentes e sofisticados.

Fruto de um projeto global, o novo Ford Ka tem uma meta ambiciosa de vendas: mais de 10 mil unidades mensais, o que o colocaria entre os cinco mais vendidos do País. Qualidades ele já provou ter, como o projeto moderno, motor eficiente e ampla lista de itens de série.

Para a Ford, o maior desafio será não apenas provar que o modelo vale o quanto pesa, mas também desvincular do consumidor a origem humilde do modelo, que da geração anterior preservou apenas o nome de popular.
Sitevip Internet