Olhar Direto

Segunda-feira, 20 de maio de 2019

Notícias / Carros & Motos

BMW lança i3 no Brasil por R$ 225.950. Hatch elétrico promete gastar R$ 7 a cada 160 km percorridos

R7

11 Set 2014 - 12:33

Foto: Diogo de Oliveira/R7

Hatch pode ser carregado em tomadas comuns de 110 e 220 Volts

Hatch pode ser carregado em tomadas comuns de 110 e 220 Volts

BMW lançou nesta quarta-feira (10), em São Paulo, o hatch i3, primeiro carro da marca bávara 100% movido a eletricidade. O modelo desembarca no Brasil cinco meses após estrear nos Estados Unidos e no Japão, mercados onde os veículos elétricos e híbridos recebem incentivos fiscais por serem ecológicos. Como por aqui não existe lei que beneficia estes modelos, o i3 chega em duas versões a preços bem salgados: R$ 225.950 e R$ 235.950 (completo).

Para driblar a falta de infraestrutura, a BMW optou por trazer somente as configurações com "extensor de autonomia". Funciona assim: além do potente motor elétrico de 170 cv, que é alimentado por um conjunto de baterias de íon-lítio (como nos smartphones), o i3 traz um pequeno motor a gasolina de 647 cm³ capaz de gerar 34 cv de força. Este é usado apenas para alimentar o elétrico — não traciona as rodas traseiras.

Essa combinação aumenta a autonomia, que chega a 300 km. Na prática, o i3 funciona no modo elétrico quase todo tempo, considerando que o hatch circulará por ambientes urbanos. Segundo a fábrica alemã, numa conta realista, o modelo roda entre 130 km e 160 km com as baterias carregadas. Depois disso, o pequenino motor a gasolina de dois cilindros é acionado para alimentar o elétrico, permitindo percorrer mais 100 km.

Para os executivos da BMW, a autonomia de até 300 km é mais que suficiente para o dia-a-dia na cidade. Pesquisas apontaram que os clientes (em potencial) percorrem até 200 km por dia, quando muito — na maioria dos casos, a distância diária é inferior a 100 km. O hatch ainda oferece dois modos de condução que desligam alguns sistemas para ampliar a autonomia — o EcoPro acrescenta 20 km, e EcoPro + amplia em até 40 km.

Carregando as baterias com R$ 7

Além de não queimar combustível nem emitir gases do efeito estufa, um grande diferencial dos carros elétricos é o fato de se poder recarregar as baterias em uma tomada comum. No caso do i3, o proprietário poderá plugar o cabo em tomadas convencionais de 110 e 220 Volts, ou requisitar a instalação do "i Wallbox", console de maior voltagem que leva entre 3 e 5 horas para carregar totalmente as baterias — na tomada são 8h (220V) ou 16h (110V).

Outro dado importante do "i Wallbox" é a aplicação. Com o equipamento, que custa R$ 7.500, além de carregar as baterias mais rápido, os donos do i3 que moram em condomínios evitarão dores de cabeça com a vizinhança. Isso porque apenas com o console de alta voltagem é possível computar os gastos diretamente na conta do cliente — evitando o repasse para os demais moradores. A boa notícia é que uma carga custa R$ 7, em média.

Sitevip Internet