Olhar Direto

Notícias / Cidades

Falta de voo internacional ‘empaca’ turismo para jogo da seleção na Arena Pantanal

Da Redação - Wesley Santiago

21 Set 2014 - 18:00

Foto: Reprodução/Ilustração

Falta de voo internacional ‘empaca’ turismo para jogo da seleção na Arena Pantanal
A falta de um voo internacional no Aeroporto Marechal Rondon, localizado em Várzea Grande, pode prejudicar uma ótima oportunidade que Cuiabá teria de aproveitar a vinda de turistas ao Estado. Isso porque no próximo dia 10 de outubro (sexta-feira) a seleção olímpica brasileira irá enfrentar a equipe principal da Bolívia, na Arena Pantanal.
 
Veja mais:
CBF confirma jogo da seleção olímpica na Arena Pantanal contra a equipe principal da Bolívia
Jogos de grandes times na Arena movimentam economia e geram empregos em Cuiabá


A partida que acontecerá em Cuiabá poderia motivar diversos bolivianos a virem para a cidade acompanhar a partida na capital mato-grossense. Um dos motivos é a proximidade entre o Estado e o país sul-americano, que inclusive fazem fronteira. Vale lembrar que um voo entre Santa Cruz de La Sierra (Bolívia) e Cuiabá funcionou durante a Copa do Mundo de 2014.
 
Porém, a Receita Federal cancelou a portaria que permitia que o voo fosse operado no aeroporto Marechal Rondon. Isso porque as obras do local não foram finalizadas e não haveria espaço e nem efetivo para que as operações ficassem normalizadas. Com isso, a empresa AmasZonas, responsável pelo voo, decidiu cancelar as viagens entre as duas cidades.
 
Outro dos fatores que poderia motivar a vinda de sul-americanos para a cidade seria o menor tempo de viagem, aproximadamente uma hora. O voo permitia conexões com o maior hub da América Latina, que fica na cidade do Panamá. Um voo para Miami nos Estados Unidos, por exemplo, teria o seu tempo total reduzido em quatro horas. Sem o voo, se demora mais para ir de Cuiabá até Santa Cruz de La Sierra do que ir à Europa.
 
O fato de o jogo ser na sexta-feira também seria outro atrativo, já que os turistas poderiam aproveitar o final de semana para visitar pontos turísticos de Cuiabá e cidades próximas, como por exemplo, Chapada dos Guimarães ou Nobres. Sem o voo internacional ligando os dois países, isso dificilmente poderá acontecer.
 
O primeiro jogo da seleção olímpica do Brasil será disputado na Arena Pantanal, contra a Bolívia, no próximo dia 10 de outubro. Este será o primeiro de uma série de confrontos que a equipe fará em solo brasileiro como forma de fidelizar o torcedor com os jovens rostos que irão defender o país nas Olímpiadas de 2016, que acontecerá no Rio de Janeiro.

4 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Marcus
    06 Out 2014 às 15:39

    Mesmo que o aeroporto estivesse pronto não haveria vôo internacional. Como a própria matéria diz, não há efetivo para trabalhar no local. Vergonha !!

  • Gilson
    22 Set 2014 às 16:24

    O que de tão difícil de se fazer nesse aeroporto que é finalizar o setor de embarque e desembarque internacional? Claro que é necessário espaço para se trabalhar. A má vontade da Infraero com Mato Grosso e Cuiabá tem sido imensa, mas a construtora responsável pela ampliação e o governo Silval Barbosa estão sendo absolutamente omissos nesta questão. Por isso digo: governador do Nortão ditando os rumos de Cuiabá nunca mais.

  • julio
    22 Set 2014 às 09:05

    vOCÊS QUEREM O QUE?NÓS NÃO TEMOS POLÍTICOS ,DEPUTADOS FEDERAIS E SENADORA,SÓ PENSAM EM TRAMPOLIM,o QUE O PEDRO TAQUES FEZ A RESPEITO,O BLÁIRO E O JAIME NADA COM RESULTADO.

  • midas
    21 Set 2014 às 21:11

    Com tamanha burocracia da Receita Federal e de todos Órgãos públicos quem acaba perdendo é sempre o POVOOOOOOOOOOOOOOO

Sitevip Internet