Olhar Direto

Segunda-feira, 20 de janeiro de 2020

Notícias / Variedades

Moranguinho mostra a barriga de seis meses de gravidez e fala da vida de dona de casa: ‘Tive que escolher entre a carreira e a família’

Extra

08 Nov 2014 - 12:00

Moranguinho mostra a barriga de seis meses de gravidez e fala da vida de dona de casa: ‘Tive que escolher entre a carreira e a família’

Foram dois anos de tentativa até que Ellen Cardoso e Naldo conseguissem fazer a gravidez vingar. Juntos há cinco anos, eles aguardam a chegada de Maria Vitória, após um período de polêmicas e um aborto espontâneo que Moranguinho sofreu em maio.

“A gente supera, mas não passa. Por dentro, ainda dói um pouquinho”, diz ela, aos 33 anos. Essa é a sua terceira gravidez, depois de ter tido o primeiro filho aos 17. “Embora fosse muito jovem, em nenhum momento pensei em aborto. Quando uma adolescente engravida, é normal os pais se preocuparem com o que os vizinhos vão falar. Os meus não me desampararam. Sempre achei que ser mãe era uma dádiva de Deus”, diz ela, às lágrimas.
Para realizar o sonho da maternidade, Ellen, no sexto mês de gestação, teve que abdicar da carreira de dançarina e também dos cuidados com o corpo. “Teve uma fase em que me chamaram de gorda, foi quando abri mão da vaidade, de malhar, já me preparando para engravidar. Tomei anticoncepcional por 13 anos e tive que parar de tomar para engravidar. Foi quando dei uma inchada e meu corpo mudou”, explica ela, que diz não se abalar com os ataques que ela e o marido sofrem: “O amor foi muito mais forte do que tudo que passamos. Quando vinham as tristezas, a gente se unia ainda mais”.

Com 4kg adquiridos durante a gestação, Moranguinho diz que se sente uma grávida sensual e acrescenta que vem do próprio marido a injeção de autoestima. “Ele acorda todos os dias dizendo que me ama, me beijando, dizendo que eu estou linda. E é assim que eu me sinto”, entrega. Além de mãe, Ellen tem se revelado uma boa dona de casa, cuidando pessoalmente da roupa e da alimentação do marido.

“Foi uma decisão muito difícil largar minha carreira, porque a vida nos palcos sempre foi o meu sonho. Mas chegou um momento que eu tive que escolher entre a carreira e a família. Foi uma escolha para o nosso bem-estar. Era um desejo do Naldo que eu parasse, e isso até gerou algumas brigas no início. Por mais que eu amasse o meu trabalho, eu não pudia abrir mão do Naldo, e o amor acabou falando mais alto. Para celebrar nossa união e felicidade, só precisávamos de um elo como um filho nosso”.

Sitevip Internet