Olhar Direto

Sábado, 24 de outubro de 2020

Notícias / Copa 2014

Governo deve apresentar relatórios de erros graves e custo excedente de R$ 800 mi com VLT

Da Redação - Jardel P. Arruda

09 Fev 2015 - 07:00

Foto: Reprodução

Governo deve apresentar relatórios de erros graves e custo excedente de R$ 800 mi com VLT
Erros graves no planejamento e na execução, serviços de má qualidade e desperdício de dinheiro público que podem chegar a cifra astronômica de R$ 800 mi. Tudo com o conhecimento da gestão do ex-governador Silval Barbosa (PDMB). Esses devem ser alguns dos pontos abordados pela equipe do Governo que irá apresentar o resultado da auditoria referente às obras que compõem o pacote da Copa do Mundo e ao Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), na manhã desta segunda-feira,9, no Centro de Eventos do Pantanal, a partir da 9h. 

Leia mais:
Taques apresentará ‘raio x’ e diz que sociedade precisa saber o que fizeram com VLT; obra custou R$ 1,5 bi
Silval diz que não houve processo mais transparente do que VLT

O teor da apresentação já foi adiantado para pessoas estratégicas do governo em uma reunião realizada na semana passada,  com a participação do governador Pedro Taques (PDT): são dados que já eram de conhecimento do Governo anterior, mas eram mantidos arquivados. Tudo foi retirado de diversos relatórios de acompanhamentos, elaborados por uma empresa de engenharia, concomitantes a realização das obras. Enquanto as edificações  eram feitas, a empresa elaborava os relatórios e os enviava à administração Estadual, a qual os guardava - com pouco ou totalmente sem uso. Seriam pelo menos nove relatórios.

A expectativa é de que os erros divulgados sejam crassos e possam até mesmo resultar em processos judiciais contra os responsáveis. No início da semana passada o governador Pedro Taques afirmou que o VLT "é o maior escândalo da história de Mato Grosso". 

De acordo com informações divulgadas pela assessoria de imprensa do Governo do Estado, a apresentação será comandada pelos secretários de Estado de Projetos Estratégicos, Gustavo Oliveira; de Cidades, Eduardo Chiletto; da Controladoria Geral, Ciro Gonçalves; e o procurador-geral do Estado, Patryck Ayala. Não há confirmação se o governador Pedro Taques irá participar do evento.

A obra do VLT está paralisada desde o início da nova gestão, quando Taques determinou a suspensão de todos os contratos para auditoria. O conjunto de trabalhos para o Veículo Leve Sobre Trilhos foi a obra mais cara para Copa do Mundo de 2014 em Mato Grosso e uma das mais caras do país, com o valor de R$ 1,47 bilhão.

Deu no Uol

Um dia antes da apresentação do relatório, o portal Uol publicou uma reportagem intitulada "Saiba por que a 2ª obra mais cara da Copa virou um pepino bilionário em MT", escrita pelo jornalista Vinícius Segalla, que vem denunciando, desde antes do início das obras do VLT inúmeras, irregularidades, inclusive no processo de licitação das construções.

De acordo com a reportagem, Vinícius já teve acesso aos relatórios e citou sete pontos que deverão ser abordados na apresentação, entre eles um custo excedente de R$ 800 milhões, problemas de infiltrações em obras concluídas, e a falta de planejamento técnico que resultará em um transporte caro e com pouco utilidade para os cidadãos de Cuiabá e Várzea Grande. Clique AQUI e leia a matéria na íntegra.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet