Olhar Direto

Domingo, 22 de setembro de 2019

Notícias / Cidades

Com custo de R$ 23 mi, obra do viaduto da UFMT é uma das mais problemáticas; Veja

Da Redação - Wesley Santiago

10 Fev 2015 - 08:23

Foto: Edson Rodrigues/Secopa

Com custo de R$ 23 mi, obra do viaduto da  UFMT é uma das mais problemáticas;  Veja
O viaduto da UFMT (Jornalista Clóvis Roberto), que custou cerca de R$ 23 milhões aos cofres públicos, foi uma das obras da Copa que mais foram alvo de polêmicas durante a gestão do ex-governador Silval Barbosa (PMDB). Erros nas vigas, falta de projeto de drenagem, entre outras patologias já foram detectadas no elevado. Nesta segunda-feira (09), o relatório apresentado pelo Gabinete de Projetos Estratégicos, adicionou mais uma irregularidade no ‘currículo’ do empreendimento.

Leia mais:
VLT pode custar R$ 1,1 bilhão a mais que o estimado e a passagem ser 100% mais cara
 
De acordo com a empresa Planservi/Sondotécnica, que foi contratada pelo Governo do Estado para fiscalizar as obras do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos), as ruas marginas do viaduto da UFMT não estão de acordo com o projeto original. O documento previa que as vias tivessem cerca de seis metros cada, o que comportaria a passagem de dois carros. Porém, o que se vê é que apenas um veículo consegue passar pelo local.


(Foto: Divulgação/Governo do Estado)
 
A falta do Projeto Executivo de Drenagem para as obras do VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos), na Avenida Fernando Corrêa, voltou a ser assunto durante a audiência desta segunda-feira. O secretário extraordinário do Gabinete de Projetos Estratégicos, Gustavo Oliveira, reconheceu os problemas apontados e ironizou o projeto: “Se esse trem não for anfíbio, isso gera um problema na execução da obra”.
 
De acordo com a Prefeitura de Cuiabá, até o momento, nenhum projeto foi apresentado para solucionar o problema na região. Já a assessoria de imprensa do Gabinete de Projetos Estratégicos, explicou ao Olhar Direto que quatro bocas de lobo estão sendo feitas pelo Consórcio VLT no local a pedido do município. Porém, ressalta que esta ação irá apenas amenizar os problemas, mas não resolvê-los.


Falta de projeto de drenagem na região provoca alagamentos em dias de chuva intensa (Foto: Do Internauta) 

Vale lembrar que em junho de 2013, foram constatadas falhas no acabamento de um dos pilares instalados para o assentamento das vigas pré-moldadas que suportariam a pista elevada. Os problemas foram corrigidos pelo Consórcio VLT na época. Depois, o elevado ainda apresentou rachaduras, fissuras e falhas nas chamadas juntas de dilatação.

8 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Roberto
    11 Fev 2015 às 09:40

    Desapropriar pobre coitado é fácil, quero ver se vão ter peito pra recuar 3 metros para dentro do shopping! DUVIDO!

  • revoltado
    11 Fev 2015 às 08:33

    se tem erros de projetos e porque os engenheiros e arquitetos juntamente com o secretario de obras,form incompetentes,isto e o resultado das obras superfaturadas,agora o estado tinha que confiscar os bens do senhor corrupto,chamado Silval barbosa e de toda quadrilha de politicos corruptos que estava envolvidos nas obras da secopa. se tivesse prisao perpetua no brasil,o senhor Silval barbosa deveria ser punido junto com todos corruptos do estado mato grosso.

  • Analista
    10 Fev 2015 às 14:14

    E todos ainda acham que isso é erro. Os caras não erram, fazem tudo isso de propósito, seja para economizar recursos, ou para receber mais de outra forma (posteriormente). Agora, ninguém que votou no Silval aparece para assumir..E tem mais ainda, no viaduto da UFMT vemos que o shopping e a galera estão invadindo a faixa de domínio da BR 164/364 (que acaba no viaduto da Miguel Sutil), porém ninguém é capaz de "peitar".

  • landolfo
    10 Fev 2015 às 14:01

    E o engenheiro de tráfego foi promovido. Está tocando as obras e projetos das olimpíadas no Rio de Janeiro - RJ. Bom ele deve ter previsto alguma raia para nadadores no viaduto da Universidade.

  • gusmão
    10 Fev 2015 às 13:29

    Cadeia pra todos esses incompetentes dos desgovernos Maggi e Silval, que afundou o estado de MT.

  • belezapura
    10 Fev 2015 às 13:25

    Deveria demolir esse viaduto a população está correndo um grande risco !!!

  • Ana
    10 Fev 2015 às 11:54

    Demolir o viaduto é o melhor negocio, sera um gasto bem menor do que tentar melhora-lo!

  • macumba
    10 Fev 2015 às 09:51

    Se vai vê, taco é competente vai terminá as obra do Sinvá e faze mais ainda, vou sortá rojão!kkkk

Sitevip Internet