Olhar Direto

Quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Notícias / Cidades

Secretário teme que VLT de Cuiabá siga ‘exemplo’ do metrô de Salvador que ficou parado 20 anos

Da Redação - Wesley Santiago

26 Fev 2015 - 19:06

Foto: Rogério Florentino Pereira/Olhar Direto

Secretário teme que VLT de Cuiabá siga ‘exemplo’ do metrô de Salvador que ficou parado 20 anos
O secretário extraordinário do Gabinete de Projetos Estratégicos (GPE), Gustavo Oliveira, parece ter definido um objetivo claro para a sequência das obras do VLT (Veículo Leve sobre Trilhos). O gestor garantiu que não quer seguir o ‘exemplo’ deixado pelas obras do metrô de Salvador (BA) que ficou com as obras paradas durante 20 anos. A expectativa é que o novo modal só fique pronto a partir de 2017.

Leia mais:
Árvores no caminho do VLT podem ter sido derrubadas em vão; entenda
 
Gustavo explicou em entrevista à Rádio Mix que: “As obras na cidade foram preparadas para o VLT. Além disto, o governo já assumiu o financiamento e terá de pagar ou então entrar em uma briga muito grande para não ter de quitar os débitos e aí fica tudo parado”. Ele ainda acrescenta que o pior cenário possível seria seguir o exemplo do “metrô de Salvador que ficou 20 anos parado. Isso não pode acontecer em Cuiabá e Várzea Grande. Temos que perseguir a continuidade que é o mais viável por enquanto”.
 
A auditoria realizada para detectar ilegalidades nas obras da Copa do Mundo deve ficar pronta neste final de semana: “Não vou ser leviano e fazer acusações das quais não tenhamos provas ou elementos muito fortes. A auditoria está fazendo o trabalho até o final dessa semana nos contratos. Quaisquer indícios ou pontas de irregularidade serão apresentados à sociedade”, garantiu Gustavo.
 
Porém, ele afirmou que “nitidamente a obra teve grandes problemas de gestão. A qualidade é muito ruim, isso é visível em todos os relatórios e vem sendo alertado desde o começo das obras. Os governos, não quero aqui fulanizar, querem concluir as obras e só. Mas não é assim, se você faz uma obra de estrada, por exemplo, precisa tapar buracos, roçar a margem da estrada, conservá-la”.
 
A empresa responsável pela fiscalização das obras do VLT detectou cerca de 600 problemas na execução da obra. A expectativa é que as obras custem R$ 1,8 bilhão aos cofres públicos. Os serviços não devem ser finalizados antes de 2017, segundo a estimativa do Governo do Estado. Um estudo de viabilidade econômica está sendo realizado pelo Executivo para determinar se a continuação dos trabalhos será viável ou não.

19 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Gerônimo
    27 Fev 2015 às 10:06

    OW GOVERNINHO QUE SÓ SABE CHORAR, CHORAR, CHORAR, ORA, RECLAMAR, RECLAMAR, RECLAMAR, E AGORA ASSUSTAR, ASSUSTAR, ASSUSTAR O TÃO QUERIDO E AMÁVEL POVO MATOGROSSENSE! POR QUE NÃO TRABALHAM E RESOLVAM O PROBLEMA?! MÃOS À MASSA!!! OW GOVERNINHO RUIM DE AGIR... AFFF

  • Lex
    27 Fev 2015 às 09:55

    Toda vez que vejo alguma notícia sobre o VLT é exatamente a impressão que tenho....o metrô de Salvador. Ainda bem que o atual governo tem essa consciência!

  • Carlos Nunes
    27 Fev 2015 às 09:49

    E o nosso Hospital Regional que está parado há mais de 20 anos? Já morreram idosos, crianças, etc. por falta de VAGA EM UTI, e ninguém ficou indignado. Para fazer o VLT tem que ter dinheiro sobrando, um Doutor em Transportes já disse que...os cálculos de 1 BI e 400 Milhões de reais estimados para o VLT são furados, a Obra não ficará por menos de 3,5 BILHÕES DE REAIS. Também vão ter que abrir a cidade DE PONTA A PONTA, vão ter que construir quase 40 ESTAÇÕES com toda Infraestrutura, pois aonde passará VLT, não passará Ônibus, e os ônibus virão dos bairros e despejarão os passageiros nas Estações. Abrir uma cidade DE PONTA A PONTA não é brincadeira, custa dinheiro, porque não se sabe o que tem no caminho - quando começarem a escavar a cidade inteira, principalmente na região central...dizem que há um conjunto de canos e adutoras bem antigas, e tudo isso vai pró espaço. Tem que pensar bem, porque depois que a cidade estiver aberta, não dá mais para voltar atrás...se precisar dos 3,5 BILHÕES DE REAIS, estimados pelo Doutor, vai ter que aparecer o dinheiro. Um jornal de Cuiabá, o Circuito Mato Grosso, já disse que vai ser muito mais. No final vai ser uma Emprestação e Gastança do dinheiro. Pergunta-se: Vai sobrar dinheiro para a Saúde, a Educação, a Segurança? E para aplicar nos outro

  • Prof. Orlando
    27 Fev 2015 às 09:36

    Sinceramente! Eu não consigo nem mais imaginar a minha cuiabá sem o vlt. Vai ficar uma cidade sem graça. Torcemos tanto pela copa vir prá cá, para que cuiabá tivesse uma oxigenação em desenvolvimento e agora querem retroceder? Por isso que devemos ter o voto distrital, prá elegermos pessoas do nosso meio... Agora temos deputados que jamais usou o sistema coletivo para trabalharm então eles não sabem o que são esses onibus de cuiabá, principalmente a pantanal transporte, a união, verdadeiras sucatas, barulhentas, fedidas, desconfortável, calorentas, e demoradas.... Quando nós usuários do sistema de transporte público, pensamos que vamos ter uma melhor condição de transporte, vem essas pessoas que sequer sabem a realidade atual, e querem mudar tudo... Nos elegemos o taques para melhorar o estado e nossa capital, e esperamos é que isso aconteça... O vlt será a oportunidade melhorarmos nossa condição de vida em relação ao transporte é o que queremos...

  • FRANCISCO
    27 Fev 2015 às 07:58

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Moises
    27 Fev 2015 às 07:42

    Simples! É só começar trabalhar... Ter vontade de terminar e parar com ladainha!

  • Wagner-recordar é sofrer
    27 Fev 2015 às 07:29

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Ernani
    27 Fev 2015 às 07:25

    Está deslumbrado o moço. Para não ficar parado por mais quatro anos, é só dar continuidade. Trabalhar, ao invés de criticar. Trabalhe (e investigue, se quiser) no expediente normal , para o qual é pago por nós , e nas horas de lazer, critique, moço. Como diz o cuiabano, "vá catar coquinho"!.

  • Antônio Carlos
    27 Fev 2015 às 06:20

    Agora que virou Vidraça, cautela e caldo de galinha não faz mal a ninguém......

  • Marcos Silveira
    26 Fev 2015 às 22:48

    Um estudo de viabilidade econômica para verificar se as obras param ou continuam, para ver se o Estado vai concluir ou não????? Íspiai rapaz....existem "trocentas" gravações onde o atual governador, cansou de prometer a conclusão das obras. Vc está questionando as palavras do governador??? Enquanto isso, o povo só............

Sitevip Internet