Olhar Direto

Quarta-feira, 08 de julho de 2020

Notícias / Ciência & Saúde

Obesidade infantil começa no útero, aponta estudo

Terra

13 Mai 2016 - 17:39

Obesidade infantil começa no útero, aponta estudo
Segundo pesquisadores, a diabetes gestacional pode alterar o metabolismo do feto, fazendo com que a criança ganhe peso facilmente

Mulheres que desenvolvem diabetes durante a gravidez têm mais chances de ter filho com obesidade durante a infância, apontou um estudo do Royal College of Paediatrics and Child Health. As informações são do site do jornal The Telegraph .

Os cientistas suspeitam que a condição desencadeie uma mudança no metabolismo do feto, o que faz com que a criança ganhe peso facilmente após o nascimento.

O estudo comparou os níveis de gordura corporal de 42 bebês de mães com diabetes gestacional e 44 de mães saudáveis em um hospital nos bairros Chelsea e Westminster, em Londres, na Inglaterra.

Os testes foram feitos logo após o nascimento e novamente quando eles completaram 10 semanas. Na primeira analise não foi detectado diferenças entre os grupos, no entanto, no segundo exame, os bebês das mulheres que tiveram diabetes tinham 16% a mais de gordura no corpo.

As razões para as diferenças de gordura corporal são desconhecidas, mas as explicações possíveis incluem alterações no metabolismo enquanto estão no útero, diferenças no leite materno das mulheres com diabetes e mudanças nos “hormônios da fome”.

Órgãos estimam que até 18% das mulheres que dão à luz na Inglaterra e no País de Gales são afetadas pela diabetes gestacional. Ela geralmente se desenvolve no terceiro trimestre e desaparece depois que o bebê nasce.

A professora e uma das autoras da pesquisa, Neena Modi, disse que “a importância dessa descoberta inesperada é que métodos para combater a gordura excessiva em bebês podem ser ministrados e isso é urgente”.

“Uma em cada cinco crianças de 5 anos e uma entre três crianças de 3 a 10 anos estão acima do peso no Reino Unido. Elas estão correndo risco de desenvolver condições relacionadas a obesidade e isso é a maior ameaça à saúde pública para as crianças do Reino Unido”, completou.

A Dra. Karen Logan, do departamento de medicina do Imperial College, disse que “a diabetes gestacional está se tornando cada vez mais comum e os bebês nascidos de mães nestas condições estão em maior risco de desenvolver a doença quando crescerem. Portanto, precisamos entender quais os seus efeitos nos bebês”.

Segundo os pesquisadores, no Reino Unido, entre 5% e 15% das mulheres desenvolvem diabetes durante a gravidez.


 
Sitevip Internet