Olhar Direto

Segunda-feira, 06 de julho de 2020

Notícias / Ciência & Saúde

Diretor do DNPM vem a MT debater barragens de mineração; seis tem risco igual a de Mariana

Da Redação - Jardel P. Arruda

30 Mai 2016 - 16:10

Foto: Christophe Simon/AFP

Diretor do DNPM vem a MT debater barragens de mineração; seis tem risco igual a de Mariana
O diretor de Fiscalização da Atividade Minerária do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), geólogo Walter Lins Arcoverde, vem a Mato Grosso para palestrar sobre o controle de barragens de mineração. Mato Grosso possui seis delas em situação de risco igual a barragem do Fundão, em Mariana, que se rompeu em novembro de 2015, no maior desastre ambiental brasileiro e maior do mundo envolvendo esse tipo de situação - clasificação C.

Leia mais:
Pedro Taques lança Pacto por MT com redução de 15% aos poderes, revisão de incentivos e taxação das commodities

A palestra acontecerá no dia 3 de junho, no Auditório Milton Figueiredo, na Assembleia Legislativa, a partir das 8h, como parte das atividades especiais em comemoração ao dia dos Geólogos. Walter Lins e o responsável pelo setor do DNPM que fiscaliza barragens de mineração em todo o Brasil, assunto que será tema de sua palestra.

Em continuação, entidades do setor irão realizar uma apresentação de uma proposta conjunta de tabela de mínimo profissional para as atividades desenvolvidas por geólogos.No período da tarde ocorrerá a partir das 14h a Audiência Pública sobre a Política Estadual de Geologia e Recursos Minerais no Estado de Mato Grosso. A Audiência debaterá o previsto no Titulo V, Capítulo III, Seção III, artigos 297 a 299 da Constituição do Estado de Mato Grosso.

Mesmo prevista há mais de 25 anos, a política estadual de Geologia e Recursos Minerais nunca foi implementada, e o debate desenvolvido certamente ajudará muito na construção deste importante mecanismo para o Estado.

A atividade é organizada pela Associação dos Profissionais Geólogos do Estado de Mato Grosso (AGEMAT), a Associação de Geólogos de Cuiabá (GEOCLUBE) e o Sindicato dos Geólogos do Estado de Mato Grosso (SINGEMAT); e conta com o apoio do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA), da Mutua Caixa de Assistência, Faculdade de Geociências da Universidade Federal de Mato Grosso, do Centro Mato-grossense de Estudos Geológicos (CEMATEGE) e da Companhia Mato-grossense de Mineração (METAMAT).

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet