Olhar Direto

Quarta-feira, 18 de maio de 2022

Notícias | Esportes

Austrália precisa bancar alimentação e transporte nos dias fora da Vila

25 Jul 2016 - 23:15

David Abramvezt e Marcos Guerra Rio de Janeiro, Globo Esporte

Caso a delegação da Austrália decida não entrar na Vila Olímpica, por conta dos problemas encontrados nos apartamentos, e opte por pagar para ficar em hotéis espalhados pela Barra da Tijuca, os 411 atletas australianos vão perder automaticamente durante esses dias a alimentação e o transporte dados pela Rio 2016 aos países que se hospedam na Vila. Não ficar no local é uma opção prevista nos Jogos, mas tal escolha prevê a anulação dos benefícios citados, e, geralmente, os comitês nacionais que decidem concentrar algumas modalidades em outros pontos da cidade avisam o comitê organizador da Olimpíada com antecedência, caso do basquete masculino americano, que ficará em um transatlântico no Porto Maravilha. A segurança, porém, mesmo fora da Vila, continua sendo responsabilidade do Comitê Rio 2016.

Apesar de informar o que vai acontecer caso a Austrália não utilize a Vila, o Comitê Rio 2016 confia que os reparos necessários no prédio de número 23 serão feitos até quarta-feira. 

- Nós confiamos que tudo ficará em perfeito estado para que todos os atletas façam o seu melhor nas competições. Como todos nós que já fizemos mudança na vida ou trocamos de apartamento, sentimos ajustes necessários. Essa talvez é uma das melhores vilas dos jogos. É natural que esses ajustes se tornem necessários - afirmou o presidente do Comitê Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman. 

Ao tomar ciência das providências a serem tomadas pela organização da Rio 2016, o Comitê Olímpico Australiano ficou mais animado, no entanto, preferiu esperar pelas melhorias para tomar uma decisão final sobre o assunto. Como precaução, os australianos já tinham feito diversas reservas em hotéis da região da Barra da Tijuca e em acomodações de mídia, que também serviriam para hospedar atletas. Os seis primeiros chegarão ao Rio nesta segunda-feira, e outros 50 desembarcarão na terça.

- Se for necessário, nós vamos utilizar essas acomodações para a nossa delegação. Não divulgaremos os locais por questão de segurança. Mas teremos uma infraestrutura que não atrapalhe o rendimento dos nossos atletas nos Jogos - comentou o chefe de imprensa da Austrália, Mike Tancred.

De acordo com dados do Comitê Rio 2016, a Vila Olímpica já conta com 900 pessoas hospedadas, sendo 200 atletas, de 66 diferentes nações. Atletas brasileiros de nove modalidades entraram no domingo, dia de abertura do local para as delegações: futebol feminino, ciclismo de pista, hóquei sobre grama masculino, ginástica artística masculina, levantamento de peso, tiro esportivo, canoagem e saltos ornamentais. Ao todo são esperados 18.000 moradores na Vila, entre atletas e membros das delegações, nos 31 prédios do complexo.

 
Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real, clique aqui

Comentários no Facebook

Sitevip Internet