Olhar Direto

Sábado, 31 de outubro de 2020

Notícias / Cidades

Suspeito de atacar dentista em SP é preso e diz que matou por ciúmes

Do G1 Santos

16 Ago 2016 - 21:43

Um dos homens presos pela polícia após assaltarem turistas em Mongaguá, no litoral de São Paulo, foi identificado como um dos suspeitos de matar o dentista Danilo Fascina dos Santos, em 2015. Denilson da Silva Lima, de 18 anos, estava foragido desde a época do crime e deu sua versão, dizendo que cometeu o ato por motivos pessoais.

No último sábado (13), Denilson e outros dois homens invadiram uma casa de veraneio e roubaram diversos objetos pessoais de um grupo de turistas em Mongaguá. Eles foram perseguidos pela Polícia Militar, que conseguiu deter o grupo na cidade vizinha de Praia Grande.

O trio foi encaminhado à Delegacia Sede do município e, no local, a Polícia Civil constatou que um dos presos era Denilson, identificado como autor do disparo que matou o dentista  Danilo dos Santos em novembro de 2015.

Assassinato 
Segundo o delegado do 1º Distrito Policial da cidade, Juvenal Marques Ferreira Filho, o suspeito deu uma versão diferente da apurada pela polícia sobre o crime.

"Ele [Denilson] nos disse que, dias antes do crime, viu sua namorada, que residia próximo ao local dos fatos, conversando com Danilo e pensou que havia algo entre os dois. Ao perguntá-la sobre algo, a moça negou. Mesmo assim, ele ficou desconfiado", disse o delegado, que é o responsável pelas investigações do caso.

Ainda segundo Juvenal Ferreira Filho, no dia do assassinato, os criminosos tinham a intenção de praticar um roubo na cidade de Itanhaém. No entanto, Denilson convenceu os comparsas a irem até o bairro Canto do Forte, em Praia Grande, pois tinha chances de encontrar a vítima por lá.

O dentista Danilo Fascina dos Santos foi morto na porta da casa de uma colega de trabalho. Ele daria uma carona para ela e a esperava com o carro ligado. O crime aconteceu no dia 15 de novembro do ano passado.

No total, três homens participaram da ação, edois deles foram presos em Praia Grande, um dia após o crime, que foi registrado por câmeras de monitoramento.

Segundo a polícia, os dois homens que estavam com Denilson roubaram a colega do dentista, que foi abordada logo após sair de casa. Enquanto isso, o dentista foi abordado por Denilson, que teria sido o responsável pelo disparo. A vítima morreu na hora.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet