Olhar Direto

Segunda-feira, 21 de junho de 2021

Notícias | Política MT

​eleição 2018

Ao lado de Mauro e Jayme, Leitão diz que PSDB tem que respeitar candidatura do DEM

24 Mar 2018 - 11:08

Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco, Érika Oliveira, Carlos Gustavo Dorielo/ Da Redação - Isabela Mercuri

Foto: Rogério Florentino Pereira/ Olhar Direto

Ao lado de Mauro e Jayme, Leitão diz que PSDB tem que respeitar candidatura do DEM
Se o governador Pedro Taques  (PSDB) não passou nem  perto do Centro de Eventos do Pantanal na noite desta sexta-feira (23), no ato de filiação de Mauro Mendes ao DEM, o deputado federal Nilson Leitão (PSDB) não só compareceu no local como subiu no palanque, discursou e defendeu a legitimidade do Democratas em disputar o Governo de Mato Grosso. De acordo com ele, o PSDB precisa respeitar esse espaço.

Leia também:
Em filiação, Mendes afirma que DEM começa a construir candidaturas dentro de 15 dias
 

“Vocês têm todo o direito de colocar nome a governo, a senador, em todos os espaços. Um grande amigo, irmão meu, que não está aqui hoje, Dilmar Dal Bosco, [eu] disse a ele, ‘o democratas tem sim o direito de colocar nome a qualquer tipo de disputa, e o PSDB tem que respeitar esse espaço’. Vamos continuar conversando e dialogando, a favor de um Estado melhor, não abriremos trincheira, ao contrário, abriremos diálogo, num primeiro, segundo, e num terceiro momento. Contem com o nosso trabalho, com o nosso diálogo, e eu não tenho dúvida, o PSDB será, sem dúvida, um bom entusiasta do melhor governo que puder aparecer”, discursou Leitão.
 
Para o tucano, PSDB e DEM podem caminhar em chapas diferentes agora, mas nada impede que se aliem em um eventual segundo turno. “O DEM não precisa ser coadjuvante, ele pode sim ter a candidatura. Mas isso não quer dizer que o PSDB vai ser seu inimigo, porque o calendário permite, até podemos tentar estarmos juntos ainda antes de iniciar a eleição. Mas se isso não ocorrer, poderemos estar juntos no segundo turno. E se isso também não ocorrer, poderemos ajudar um ao outro a governar o nosso país”, afirmou Leitão, refletindo também sobre a conjuntura nacional, em que as duas legendas têm pré-candidatura à Presidência da República.
 
Leitão também aproveitou para agradecer pelo apoio de lideranças do DEM em eleições passadas. “Mas eu também tenho outras razões pra estar aqui. Dizem que gratidão tem prazo de validade. Em nome do nosso Julio Campos, do nosso Jayme Campos, do nosso querido e inesquecível Jonas Pinheiro, eu tive um momento difícil de reeleição a prefeito, e estava lá sozinho, abandonado, minha querida prefeita Lucimar, quando eles foram lá e me ajudaram a ganhar uma eleição dificílima. Por isso, em nome do Jonas, de todos vocês, é mais uma razão pra que eu estivesse aqui também”.

Comentários no Facebook