Olhar Direto

Quarta-feira, 19 de junho de 2019

Notícias / Cidades

PF cumpre mandados em operação de combate a contrabando no Shopping Popular

Da Redação - Vinicius Mendes

29 Mai 2018 - 08:54

Foto: Rogério Florentino / Olhar Direto

PF cumpre mandados em operação de combate a contrabando no Shopping Popular
A Polícia Federal (PF) realiza na manhã desta terça-feira (29) uma operação em Mato Grosso e cumpre quatro mandados em Cuiabá, um deles no Shopping Popular. A PF enfatizou que a operação não tem relação com as paralisações dos caminhoneiros nas rodovias do país. A ação ainda está em andamento.
 
Leia mais:
Polícia Federal realiza operação de reintegração de posse em residencial invadido em Cuiabá

Segundo a Polícia Federal, a operação cumpre quatro mandados de busca e apreensão em duas residências e dois pontos comerciais visando combater a prática dos delitos de contrabando  de cigarros e descaminho de eletrônicos. As equipes da polícia já saíram do Shopping Popular.

O processo á da 5ª Vara da Justiça Federal, cumprido pelo delegado Dr. Marcos Rogério Rezende Silvestre. A operação foi acompanhada pela Receita Federal e foi direcionada a três investigados, sendo que um deles possui loja no Shopping Popular.

A assessoria do Shopping Popular se manifestou por meio de nota explicando a operação e que nada de irregular foi encontrado com o investigado.

Leia a nota na íntegra:


NOTA DE ESCLARECIMENTO SHOPPING POPULAR SOBRE OPERAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL E RECEITA FEDERAL

O mandato de busca e apreensão realizado em alguns locais e em um box no Shopping Popular manhã do dia 29/05, referente ao processo da 5ª Vara da Justiça Federal, cumprido pelo delgado Dr. Marcos Rogério Rezende Silvestre da Polícia Federal ressaltamos que:

A ação foi direcionada a três investigados sob a suspeita da prática do crime de descaminho, sendo que apenas um dos investigados possui Box nas dependências do Shopping Popular.

Na operação, acompanhada por agentes da Receita Federal do Brasil, nada de irregular foi encontrado no Box situado no shopping e residência do associado investigado, o que demonstra a legalidade das atividades exercidas pelo associado em questão.

Ressaltamos que trabalhamos incessantemente para que os nossos associados exerçam as atividades empresariais dentro da legalidade, sendo que cada associado possui sua empresa constituída, de acordo com o Contrato de Concessão com a Prefeitura de Cuiabá, TAC com Ministério Público e o Estatuto Social e Regimento Interno.

Por fim, por se tratar de inquéritos policial restrito, não colocaremos o nome dos investigados para manter o sigilo do processo.
Atenciosamente,
Assessoria de Imprensa do Shopping Popular




Atualizada às 11h13.

 

12 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • B86
    30 Mai 2018 às 11:34

    preços baixos impostos "brasil" nao combinao...todos nos cuiabanos sabemos que a vantagem nos preços do shopping popular e a isençao de notas/imposto... sem ipocresia povooo..

  • Cuiabana
    30 Mai 2018 às 09:34

    Na nota de esclarecimento, deveria estar como Mandado de busca e apreensão e não Mandato.

  • Dona Jacira
    30 Mai 2018 às 01:13

    Então sr Estranho, vendo sim mas eh para minhas criente. Não pega bem eu vender os creme que fica bom na minha cara. Sou uma senhora de respeito. Bjs

  • Estranho
    29 Mai 2018 às 18:48

    Uai Dona Jacira, mas a senhora vende Natura, Avon, Jequiti e tudo o mais, já tem excelentes produtos à disposição nos prêmios de consultora.

  • Dona Jacira
    29 Mai 2018 às 17:48

    ai gente, que horror. Que nao levem nada da moça que vende meus creme de cabelo, pelo amor de deus! Ela é a unIca que parcela pra mim, assim eu posso ficar com meu cabelo todo lisinho e cheiroso. Não posso aparecer toda estrupiada para a sociedade, ainda mais com tantas cameras, celulares e selfies pelas ruas. Credo!

  • Luciano
    29 Mai 2018 às 16:41

    Gostaria de receber a nota fiscal eletrônica pois nunca vi em nenhum box o aparelho emissor de nfe ou computador com o, só no Brasil

  • Zeca
    29 Mai 2018 às 14:01

    Até onde sei 100% dos produtos vendidos nos shoppings populares, são de contrabando!

  • Eli Rocha
    29 Mai 2018 às 11:38

    Esse pessoal acha que somos idiotas. Aceitem que esse Shopping Popular vive do descaminho que doerá menos. Obviamente, devem pelo menos "esquentar" uns 10% do que comercializam ai dentro.

  • Walter
    29 Mai 2018 às 10:24

    Assalto a mão armada pode, comércio a preços baixos não pode. Dai não entendem por que o Brasil não vai pra frente...

  • Android
    29 Mai 2018 às 09:59

    Hj é quarta feira?

Sitevip Internet