Olhar Direto

Sexta-feira, 15 de novembro de 2019

Notícias / Política MT

Greve frusta arrecadação em até 30% e obriga "cortes" no Estado; salário previsto para dia 10

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

31 Mai 2018 - 08:15

Foto: Rogério Florentino Pereira/ OD

Greve frusta arrecadação em até 30% e obriga
O secretário de Fazenda de Mato Grosso, Rogério Gallo, declarou que a folha salarial do mês de maio continua programada para ser quitada no dia 10 de junho e anunciou que novas medidas serão tomadas pelo governador para enxugar mais o estado, que terá queda na receita após os prejuízos causados pela greve dos caminhoneiros, que nesta quarta-feira (30) chegou ao 10° dia.

Leia também
Taques garante aumento de efetivo nas ruas e apoio da Sesp ao Exército e PRF


“Não vamos trabalhar ainda com futurologia. Vamos aguardar, estamos no dia 30. Temos ainda 10 dias, vamos ter o feriado agora e teremos a semana que vem. Vamos esperar o comportamento da receita. Nós esperamos que as coisas se normalizem na semana que vem, mas a tendência é que teremos uma queda de receita. Não dá para prever absolutamente nada, mas o pagamento está programado para o dia 10”, disse o titular da Sefaz após reunião do Comitê de Crise com empresários de vários setores.

Ainda conforme Gallo, o Estado estima que haverá no próximo mês uma frustração de aproximadamente 30% daquilo que deveria arrecadar. “Está frustrando em torno de 20% a 30% daquilo que era estimado para arrecadar no dia. Agora vamos esperar se isso vai efetivamente se comportar nos próximos dias”, avaliou.

Por fim, o secretário revelou que na próxima semana o governador Pedro Taques (PSDB) irá lançar um pacote de medidas em relação à administração para cortar mais custos, além de apresentar o projeto de reforma tributária que simplificará a vida do cidadão.

“Não posso revelar ainda, mas é enxugamento da estrutura. É o esforço do governo para se conectar com aquilo que o cidadão quer. Um estado que seja mais eficiente e que gaste menos. Já fizemos muito. Já cortamos em três anos R$ 1 bilhão e vamos fazer mais esforço para que esta conta diminua ainda mais”, finalizou.

O Comitê de Crise criado pelo governador Pedro Taques na semana passada segue se reunindo com empresários e sindicalistas de vários setores para debaterem idéias que ajudem a contornar a crise que vem sendo causada com a paralisação dos caminhoneiros.

O governador Pedro Taques também garantiu que as novas medidas serão definidas durante o feriado de Corpus Christi e o final de semana. Elas devem ser anunciadas já na segunda-feira (4).

“Todos os dias desde que assumi nossa função principal é gastar o quanto arrecada. E para isso nós tivemos que diminuir o tamanho da máquina e estamos pensando em diminuir mais. Decidiremos isso no fim de semana. Não quero anunciar nada agora, nem criar expectativa. Precisamos todos os dias imaginar de que forma como diminuir o tamanho do estado”, afirmou.

18 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Imposto pago retorno zero
    01 Jun 2018 às 17:21

    Se o governo que serve só para arrecadar sofre imagina o pequeno comerciante que muitas vezes nem tem o produto para trabalhar e que tem aluguel e funcionário para pagar esses impostos são muito altos e avista ,fica inviável demais.

  • vitor
    01 Jun 2018 às 09:23

    https://www.facebook.com/Queremos-Jogos-Escolares-da-Juventude-MT-2018-233553710561529/ Veja os jovens atletas suplicando pelos jogos Acabar com esses jogos é acabar de vez com o pouco de esporte nos municípios. Realmente é melhor eles deixarem de treinar e se envolverem com porcarias. Porque será que nossos melhores atletas nas olimpíadas são militares. Porque lógico a atividade que desponta atletas está cada vez mais abandonada, nem jogador que presta temos mais

  • Jair
    01 Jun 2018 às 08:00

    Só para de fazer concurso público, ou seja, não fazer novas contratações de pessoal, e temos que enxugar a máquina, fazendo a reforma administrativa no Estado, fundindo Secretarias, extinguindo órgãos sem necessidade, diminuindo número de cargos comissionados.

  • vitor
    01 Jun 2018 às 06:41

    E agora tudo nas contas dos camioneiros... Tem uma conversa em suspender os jogos estudantis matogrossenses. Pois é jovens que estão treinando a meses ou anos para isso . lugar onde onde desponta novos talentos por cousa de um valor irrisório para o estado suspende... O valor é pequeno pois os alojamento são nas escolas. O valor gasto é só na alimentação. Só deixar de usar o avião para a caravana 1 vez que tem dinheiro. Logico cortar do povo é muito fácil, frustar o povo é muito fácil. Lembre que jovens estão se preparando, treinando todos os dias.

  • Cuiabano
    31 Mai 2018 às 17:58

    Daqui us 4 a 5 meses vamos juntos derrubar esse Governo Pedro e esses vão juntos com ele, vai ser um alívio para Estado do Mato Grosso

  • Emerson ls
    31 Mai 2018 às 16:57

    Isso é fácil de resolver, só aumentar os impostos no agronegocio.

  • Edmilson Rosa
    31 Mai 2018 às 12:32

    Isso é uma mentira o estoque de alimentos no Mato Grosso e muito grande e os produtos foram vendidos até mas caro....governo terroristas com fu funcionário público....Gov corrupto

  • Pedro Viana
    31 Mai 2018 às 11:08

    Um galo gemendo a serviço do patrão

  • Nota de repúdio
    31 Mai 2018 às 11:06

    Infelizmente todo mês os servidores públicos do executivo vem sofrendo com boato de atraso de salários, mas o engraçado é que até presente momento a assembleia legislativa aprovou o RGA e pior de tudo foi aumento pra R$ 950,00 reverente a auxílio alimentação. E sabido por todos que após adotar o subsídio e proibido qualquer tipo de vantagem ao salário do servidor. Mas aqui em Mato Grosso pode tudo, e adicional noturno, verba indenizatória, entre outros. Já está hora de passar o estado a limpo..

  • Thiago Andrade
    31 Mai 2018 às 10:34

    Governo do Estado com esse governador Pedro Taques, me frustei muito e uma decepção total! pois alegar falta de recursos e não realizar os Jogos Escolares onde é o sonho de muitas crianças e adolescentes em participar dos jogos e acima de tudo representar o estado no Brasileiro, governador repense nesta forma de tratar o esporte do MT

Sitevip Internet