Olhar Direto

Terça-feira, 15 de outubro de 2019

Notícias / Política MT

Maggi coloca Fagundes entre os favoritos e confirma preferência por Mendes, mas lembra que Taques não está morto

Da Reportagem Local - Ronaldo Pacheco

10 Jul 2018 - 12:01

Foto: Rogério Florentino Pereira / Olhar Direto

Maggi coloca Fagundes entre os favoritos e confirma preferência por Mendes, mas lembra que Taques não está morto
Num cenário ainda obscuro da disputa pelo governo de Mato Grosso, o ministro da Agricultura e Pecuária, senador licenciado Blairo Maggi (PP), coloca os três principais concorrentes no mesmo patamar. Ele entende que dificilmente um deles conseguirá abrir vantagem suficiente para fechar a briga pelo Palácio Paiaguás no primeiro turno, embora considere possível.
 
A surpresa foi Maggi colocar o senador Wellington Fagundes (PR) entre os favoritos, embora manifestado ligeira preferência pelo ex-prefeito Mauro Mendes (DEM). E mesmo ao citar o governador José Pedro Taques (PSDB), de quem claramente  mantém distância, o ministro da Agricultura alerta que continua vivíssimo na briga pela reeleição.

Leia Mais:
- Grupo de Mendes busca aproximação com MDB e descarta candidatura avulsa ao Senado
 
- “Adilton terá o meu apoio, minha amizade e meu voto”, diz Maggi sobre briga pelo Senado

- Sachetti confirma convite de Pedro Taques para vice e afirma que disputa para Senado é com Fávaro


“As pesquisas mostram que a disputa entre os três está muito igual. No Rio Grande do Sul se diz: a carreira ganha no ‘ata’. Ou seja, quando acerta as regras, quem vai disputar com quem. Então, o momento diferente até 5 de agosto, quando finalizam as convenções”, pontuou ele.
 
O fato de dispor de toda estrutura governamental coloca Taques na linha de frente. “Agora, o Pedro não está morto! Com a estrutura do governo, que muitos falam que é máquina, ele é muito competitivo”, alertou Maggi, que já disputou a reeleição no cargo e conquistou 70% dos votos válidos, no primeiro turno, em 2006.
 
Ele destacou também a capacidade de articulação de Fagundes, que possui quase 30 anos de vida pública e facilidade de inserção nos municípios. “O senador Wellington Fagundes é um político de muitos anos no Estado, tem articulação muito grande em todos os municípios de Mato Grosso com vereadores, com lideranças”,
 
Já sua preferência por Mauro Mendes ocorre por afinidade de outros tempos, mas não é certo que suba no palanque. Por enquanto, o único que conseguiu arrastar Maggi para o apoio em campo aberto foi o seu compadre Adilton Sachetti (PRB), pré-candidato ao governo de Mato Grosso.
 
“Mauro é um bom candidato e será um bom gestor, se eleito governador. Agora deve buscar espaços para compor [a coligação]. Para disputar eleição, tem que ter montado o seu grupo político forte, pois sozinho não vai a lugar a nenhum”, ensinou Maggi, para a reportagem do Olhar Direto.
 
Após a análise do cenário pré-eleitoral, Blairo Maggi se apressou em recordar que fala como eleitor de Mato Grosso. “Eu fui muito claro em minha entrevista coletiva, em 27 de fevereiro. Realmente  fui muito claro qual seria a minha participação: nenhuma! Vou apenas acompanhar como eleitor”, justificou Maggi.

6 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Ricardo Lopes
    10 Jul 2018 às 22:08

    BLAIRO MAGGI DISSE QUE IRIA FICAR FORA DA POLÍTICA E NO ENTANTO ESTÁ ASCENDENDO UMA VELA PRA CADA SANTO! "WELLINGTON VENCE AS ELEIÇÕES, TORCE POR MAURO E TAQUES NÃO ESTÁ MORTO"

  • Justo
    10 Jul 2018 às 18:53

    Dos três candidatos o pior deles e o Fagundes não voto nessa cara nem amarrado.

  • Zeca
    10 Jul 2018 às 14:32

    O Taques se reelegerá no primeiro turno!

  • Daniel
    10 Jul 2018 às 14:28

    A rejeição ao governador impede seu crescimento. Wellington Fagundes terá muito tempo de televisão e o Mauro Mendes tem a boa administração a frente da prefeitura da capital.

  • curimbatá
    10 Jul 2018 às 12:50

    neófito? boa... linguagem rebuscada para definir que ele é um amador, novato, forasteiro talvez...

  • Tirlone
    10 Jul 2018 às 12:33

    Wellington Fagundes x Mauro Mendes no segundo turno. Só as pedras não veem.

Sitevip Internet