Olhar Direto

Segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Notícias / Política MT

Sachetti afirma que Mauro Mendes foi oportunista em usar vídeo com Blairo Maggi

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo / Da Reportagem Local - Érika Oliveira

18 Set 2018 - 14:01

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Sachetti afirma que Mauro Mendes foi oportunista em usar vídeo com Blairo Maggi
Contando com o apoio público do ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi (PP), o deputado federal e candidato ao Sendo Adilton Sachetti (PRB) disse que o ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM) foi oportunista em usar uma declaração de Maggi gravada em um vídeo para dizer que também está recebendo seu apoio na disputa para o Governo.

Leia mais
Em Sapezal, Blairo chama Mendes de futuro governador


Para Sachetti, o ministro foi apenas "gentil" ao receber Mauro Mendes em sua residência na cidade de Sapezal e que o ex-prefeito foi oportunista em usar a seu favor o vídeo em que Blairo o chama de futuro governador.

“Se você olhar o vídeo, o Mauro foi visitar ele na casa e ele só chamou ele de governador. Com todo o respeito, não teve declaração de voto. Cada um usa a ferramenta que tem na questão política e o Mauro soube usar, só que não é a expressão da vontade pública do Blairo. Ele nunca disse publicamente que ia apoiar candidato A ou B. Ele sempre disse que ficaria fora desta disputa. Ele externou sim o apoio a minha pessoa, um apoio público”, disse o candidato ao Senado.

“Não é questão de manobra, é questão de oportunidade. Ele viu o Blairo ali e ele o chamou de governador. Se fosse qualquer outro, e até eu faria o mesmo, por que teve a oportunidade de linkar”, avaliou.

O vídeo em questão em que Blairo, ao lado de Mendes, o chama de futuro governador, circulou nas redes sociais e foi divulgado por toda imprensa do estado (abaixo).
 

Apesar de ter chamado o ex-prefeito de futuro governador, Blairo já anunciou que não irá se envolver em campanha para o Governo e manifestou apoio somente ao deputado Adilton Sachetti para o Senado e ao ex-ministro Neri Geller (PP) para deputado federal.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet