Olhar Direto

Terça-feira, 04 de agosto de 2020

Notícias / Cidades

Candidato e mais 14 são presos por crimes eleitorais; indígena é flagrado com 70 títulos

Da Redação - Fabiana Mendes / Da Reportagem Local - Vitória Lopes

07 Out 2018 - 10:59

Foto: Olhar Direto

Candidato e mais 14 são presos por crimes eleitorais; indígena é flagrado com 70 títulos
Ao menos 15 pessoas foram presas na manhã deste domingo (7), por crimes eleitorais em Mato Grosso. Um dos presos trata-se do ex-deputado estadual Airton Rondina Luiz, o Airton Português (PSD) de Araputanga (a 345 quilômetros de Cuiabá). O outro seria um indígena que estava com 70 títulos e queria votar pelos colegas, em Guarantã do Norte (a 736 km de Cuiabá). As informações foram divulgadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).


Leia mais: 
Homem é preso ao jogar 'santinhos' em frente de escola em Várzea Grande

Segundo o juiz Lídio Modesto da Silva Filho, das prisões, oito foram por desobediência. Uma delas aconteceu com um índio que estava com 70 títulos de eleitores e queria votar em nome de todos da sua aldeia. Após uma pequena confusão, as forças de segurança conseguiram prender o indígena, que mora em Guarantã do Norte.
 
Outra situação aconteceu em Brasnorte (a 562 km de Cuiabá). Militares do Exército foram recebidos a flechas, pois os índios não queriam votar na aldeia e sim na região urbana. No entanto, houve uma decisão do Pleno, que manteve a sessão para a aldeia.
 
“Foi após termos conseguidos fazer contato com o exército. Um magistrado que esta atuando naquela zona eleitoral juntamente com pessoal da Funai.  Demorados cerca de 30 minutos com essa inconsistência e ela foi solucionada”, disse.
 
O magistrado também pontuou que em 90% do Estado não houve derrame de santinho, prática também conhecida como voo da madrugada. “Tivemos alguns casos pontuais. Aqui em Cuiabá, bem poucos. Temos ai atividade de inteligência que está fazendo investigações em todas as cidades do Estado. Tivemos a notícia que esta tendo bastante tranquilidade em todos os locais de votação até o presente momento”, afirmou.
 
O candidato Airton foi preso por fazer “boca de urna” em frente de uma sessão eleitoral, na cidade onde reside. Conforme a reportagem apurou, ele foi preso pela Polícia Militar e conduzido à Delegacia de Polícia para as devidas providências.

Já em Primavera do Leste (a 237 km de Cuiabá), um fiscal eleitoral foi encontrado embriagado. Ele teve que ser afastado das atividades. Na mesma cidade, também houve o registro de uma ocorrência por transporte indevido de eleitores. Na ocasião, houve uma prisão.
 
Modesto também relatou que uma urna apresentou problema elétrico e foi substituída. O fato foi registrado em Tangará da Serra (a 240 km de Cuiabá).
 

1 comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • RICARDO LOPES DA SILVA
    08 Out 2018 às 08:49

    E EM DOM AQUINO FORAM FLAGRADOS E PRESOS COM MUITO DINHEIRO E SANTINHO DO CANDIDATO NININHO A COORDENADORA (ANA LOURDES) DA CAMPANHA DO NININHO E OUTRAS PESSOAS. ISSO NINGUÉM DIVULGA!

Sitevip Internet