Olhar Direto

Quinta-feira, 01 de outubro de 2020

Notícias / Política MT

Mendes diz que irá combater a sonegação e nega aumento de impostos

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

09 Out 2018 - 11:00

Foto: Rogério Florentino/Olhar Direto

Mendes diz que irá combater a sonegação e nega aumento de impostos
Com o discurso de que irá cortar gastos, extinguir algumas secretarias e exonerar servidores que inflam a máquina pública, o governador eleito Mauro Mendes (DEM) declarou que também irá combater a sonegação para economizar e aumentar a receita do Estado. O ex-prefeito de Cuiabá ainda garantiu que não haverá aumento de impostos na sua gestão.

Leia também
Mauro se reúne com bancada federal para garantir R$ 169 milhões para a saúde em 2019


Em encontro com a bancada mato-grossense no Senado e na Câmara Federal, o ex-prefeito de Cuiabá explicou que irá buscar alternativas para aumentar a arrecadação sem que o cidadão seja penalizado.

“Vamos combater a sonegação, procurar ações para que nós possamos promover e acelerar o crescimento de algumas atividades econômicas no Estado de Mato Grosso. Nós vamos ter que trabalhar em todas as direções. Vamos ter que economizar de um lado e também trabalhar para aumentar a receita de outros. Agora, o aumento de impostos eu tenho certeza que neste momento é algo impensável por parte do cidadão”, afirmou.

O Democrata, durante sua campanha sempre foi crítico a forma como o atual governador Pedro Taques (PSDB) controla os recursos do Estado, inclusive apresentando documentos e planilhas com a dívida do Poder Executivo, de aproximadamente R$ 3,6 bilhões.

Outra crítica constante em sua campanha era as viagens oficiais do tucano a Brasília com o custo de R$ 70 milhões em jatos, recurso que poderia ser economizado em mais de 90% no caso de  deslocamento em avião de careira.

No encontro com os parlamentares, um dia após ser eleito governador, Mendes discutiu sobre o uso de emendas impositivas para a saúde a partir de 2019.

Comentários no Facebook

Sitevip Internet