Olhar Direto

Segunda-feira, 20 de maio de 2019

Notícias / Política MT

“Ela precisa fazer mais do que nós”, avalia Novacki sobre gestão de Tereza Cristina no Mapa

Da Redação - Érika Oliveira

22 Nov 2018 - 18:11

Foto: Reprodução

“Ela precisa fazer mais do que nós”, avalia Novacki sobre gestão de Tereza Cristina no Mapa
O secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Eumar Novacki, que atua na transição do novo Governo eleito, afirmou que a futura titular da Pasta, a deputada Tereza Cristina (DEM), irá receber um “projeto piloto” dos primeiros meses de atuação à frente do Ministério. A medida visa assegurar que medidas implementadas no atual Governo sejam mantidas. Novacki, no entanto, pondera que é “preciso fazer mais”, mas se diz otimista quanto à próxima gestão.

Leia mais:
Nova ministra mantém Agro+ e Novacki avalia como positiva fusão de ministérios ao MAPA

“Ela precisa fazer mais do que nós fizemos, pelo bem do país. A gente espera que além de manter os padrões que deram certo, que ela traga novidades e faça uma gestão excepcional. E ela tem todas as condições para isso. Nós vamos deixar um projeto piloto até dezembro para que a ministra Tereza Cristina consiga implementar algumas coisas já nos primeiros meses da gestão. Nessa transição ela já deixou claro que os programas que estão dando certo ela irá manter. O próprio Agro+, ela garantiu que será mantido”, declarou Novacki, em entrevista ao Olhar Direto.

Com o recuo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) da ideia de fundir os Ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente, Tereza Cristina deverá ter uma atuação voltada exclusivamente para o desenvolvimento do agronegócio brasileiro, que segundo Novacki, é a principal força econômica do país.

A futura ministra, no entanto, deverá reunir no novo ministério funções que atualmente são do Desenvolvimento Agrário, responsável pela agricultura familiar, e do Ministério da Pesca e Aquicultura.

“Eu acredito que foi uma excelente escolha, ela é uma parlamentar bastante atuante na defesa desse setor, conhece das dificuldades, acompanhou o trabalho que nós estávamos fazendo. Ela assume o Ministério da Agricultura numa situação muito melhor do que quando nós assumimos, com uma governança muito mais forte, uma questão administrativa muito mais enxuta”, avaliou Novacki.

Novacki vê como positiva as fusões e disse apostar no “perfil” de Tereza Cristina para que o setor siga inovando. “É do perfil dela. Ela trará ideias novas e vai eventualmente avançar em pontos que nós não tivemos tempo. Eu brinco sempre que isso aqui é uma corrida de bastão, quem nos suceder precisa ser mais rápidos do que nós”, pontuou.
 

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Sergio
    23 Nov 2018 às 09:11

    Fiscalização terceirizada do mapa não tramite segurança ao merco internacional, só na mídia local.

  • joao
    23 Nov 2018 às 05:45

    tá se achando

  • Mato Grosso MAIS
    22 Nov 2018 às 20:58

    Acredito que toda experiência seria muito bem empregada aqui na polícia militar de Mato Grosso em uma unidade operacional pois já está hora de voltar a origem.

Sitevip Internet