Olhar Direto

Quinta-feira, 20 de junho de 2019

Notícias / Política MT

Em reunião com Sérgio Moro, Mauro Mendes cobra medidas duras contra a criminalidade

Da Redação - Carlos Gustavo Dorileo

12 Dez 2018 - 15:40

Foto: Assessoria

Em reunião com Sérgio Moro, Mauro Mendes cobra medidas duras contra a criminalidade
Em encontro com o futuro ministro da Justiça, Sérgio Moro, durante a segunda rodada da reunião do Fórum de Governadores, o governador eleito por Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), cobrou a aplicação de medidas mais duras contra a criminalidade.

Leia também
Mauro encaminha proposta de reforma administrativa e tenta garantir R$ 500 mi ao Estado


O encontro ocorreu na manhã desta quarta-feira (12), em Brasília, e também contou com a participação dos presidentes do Supremo Tribunal Federal (STF) e Superior Tribunal de Justiça (STJ), Dias Toffoli e João Otávio de Noronha, respectivamente. Também participaram o ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, e de outros 22 governadores eleitos.

Em seu tempo de fala, Mendes recordou que as estatísticas oficiais mostram que, nos últimos 15 anos, um brasileiro foi assassinado a cada 10 minutos.

"Em 2016, foram nada mais nada menos do que 62.517 brasileiros assassinados neste País. E é importante que se diga 62.517 e não aproximadamente 60 mil, porque cada uma dessas vidas perdidas têm muito valor para suas famílias, e essa situação envergonha todo o nosso País", explicou.

O democrata também ressaltou que a situação não é diferente em Mato Grosso com um aumento de 31,7% da taxa de homicídios nos últimos 10 anos. Na última década, 11.676 pessoas foram mortas no Estado.

"Nós temos que compreender e reconhecer que nos últimos 30 anos - e eu digo 30 anos para não ficar criticando governo A ou B, partido A ou C, porque isso é um problema da nação brasileira - a violência afugenta milhares de brasileiros nesse País. Que fogem, que migram e que na essência estão a buscar um País mais seguro. Há poucos dias eu encontrei em Portugal um grande empreendedor de uma grande empresa conhecida neste País, que disse que vendeu as suas operações, grande parte delas, e mudou para Portugal porque lá teve oito assassinatos no ano, enquanto aqui tivemos, em 2016, 62.517", relatou.

Para Mauro, o histórico de Sérgio Moro na luta contra a corrupção quando esteve na condução dos processos da Operação Lava Jato, aumenta ainda mais a responsabilidade dele em tomar medidas severas para reduzir estes números alarmantes, especialmente no que tange ao tráfico de drogas.

"Eu espero verdadeiramente que nós tenhamos coragem de tomar decisões estratégicas duras, mas duríssimas, para mudar essa realidade. Caso contrário, daqui a quatro anos, outra reunião como essa estará acontecendo e novos atores estarão criticando essa mesma realidade que hoje nós conhecemos. O tráfico de drogas é pai e mãe de grande parte desses problemas e desses crimes que acontecem no País e precisa de penas mais severas", apontou.

11 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • AVANÇA LOGO MT
    13 Dez 2018 às 09:05

    QUE DEMOCRACIA É ESSA AONDE OS POBRES NÃO TEM VOZ O JUDICIÁRIO É CARO, MOROSO, INEFICIENTE, LENTO ,OBSCURO, INACESSÍVEL PRINCIPALMENTE PARA QUEM NÃO TEM DINHEIRO, , NÃO TEM SEGURANÇA, SAÚDE, NEM TRABALHO, MAS GUIA DE IMPOSTOS A PAGAR ESTÁ INCLUSIVE NOS REMÉDIOS QUE MUITA VEZES NÃO TEM COMO COMPRAR ISSO É DEMOCRACIA ?? !!!

  • Maria
    13 Dez 2018 às 06:11

    Tenha a mesma preocupaçao com quem vai colocar na Secretaria de Justiça, nao entregue o Sistema Prisional e Socio a quem não sabe nem aonde fica um presidio, muito menos como funciona.

  • AGUINALDO BARBOSA
    12 Dez 2018 às 21:18

    Juracy Ady comentou. Mauro Mendes é empresário e vai enxugar a maquina´´. Só deu 375 comentários negativos KKKKK da pra ver que ninguém quer perder a boquinha.

  • Sérgio
    12 Dez 2018 às 21:11

    Del vc se refere ao concurso fraudado? Humm. Conte-nos mais. ??

  • Olair
    12 Dez 2018 às 19:30

    Tem os delegados aprovados no concurso em que o lacre das provas foi rompido. Sabe-se lá quanto eventualmente pagaram na vaga, melhor chamar todos. É bem Mato Grosso!

  • José
    12 Dez 2018 às 17:31

    Considerando que o Governador Mauro Mendes quer medidas duras contra a criminalidade, é preciso também dar especial atenção aos cursos aplicados para o Pessoal da Área Militar deste Estado. Veja, por exemplo, que vários participantes dos sobreditos cursos morreram em decorrência de procedimentos aplicados por "Instrutores" . Conforme divulgado pela imprensa, posso citar os casos do Cadete que veio à óbito em treinamento em Cáceres, do Soldado Abinoão que morreu em 2010 e, em 2016, veio à óbito o Jovem Rodrigo Claro após participação no Curso de Formação de Bombeiro Militar. Governador Mauro Mendes, é preciso apurar esses casos com rigor e, se for o caso, EXPULAR esses "Instrutores" da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros. Espero, ainda, que o Poder Judiciário condene os denunciados pelo Ministério Público. Chega de impunidade neste Estado!

  • Del
    12 Dez 2018 às 17:11

    Pode dar início ao programa de segurança convocando os Delegados aprovados. MT é o segundo estado com o maior número de procedimentos acumulados, não por culpa dos nobres policiais, e sim pela falta de recursos humanos..

  • Del
    12 Dez 2018 às 17:11

    Pode dar início ao programa de segurança convocando os Delegados aprovados. MT é o segundo estado com o maior número de procedimentos acumulados, não por culpa dos nobres policiais, e sim pela falta de recursos humanos..

  • Juracy Ady
    12 Dez 2018 às 16:21

    Mauro Mendes é empresário e vai enxugar a maquina.

  • escragiario
    12 Dez 2018 às 16:09

    Que as medidas duras também sirvam para os crimes de colarinho branco! Pois a burguesia branca rouba e tira da boca dos mais pobres e nada acontece!!! Pagam fiança (quando paga) e são soltos.

Sitevip Internet