Olhar Direto

Notícias / Cidades

Homem denuncia vereador por suposta ameaça em Câmara Municipal

Da Redação - Fabiana Mendes

09 Jan 2019 - 14:35

Foto: Google

Câmara Municipal de Cáceres.

Câmara Municipal de Cáceres.

Um homem de 38 anos identificado como Clarindo Tavares da Silva Neto denunciou ter sido ameaçado nesta terça-feira (08), pelo vereador, Denis Antônio Maciel, de 40 anos, do município de Cáceres (a 222 quilômetros de Cuiabá). O parlamentar, entretanto, disse que o homem teria apontado o dedo em seu rosto por conta de um decreto do município. 

Leia mais:
Botelho afirma que não irá liberar verba indenizatória para deputados ausentes

Conforme consta no boletim de ocorrência, Clarindo teria ido até à Câmara Municipal por volta de 12h30, para conversar com o vereador sobre um decreto que estabelece critérios das matrículas nas escolas municipais, publicado na última segunda-feira (07).
 
No entanto, quando chegou ao local teria sido ameaçado pelo parlamentar, que também teria tentado agredi-lo fisicamente, mas teria sido impedido por testemunhas.
  
Ainda conforme a ocorrência, o vereador estaria afastado dos serviços há sete dias para ficar acampado em frente à Escola Madre Maria Estevão, onde buscava matricular seu filho de dois anos.
 
Já o vereador Denis relatou que Clarindo teria o abordado e pedido que ele votasse contra o decreto do prefeito. O parlamentar, porém, disse que iria analisar o que seria melhor para a população. Na oportunidade, Clarindo teria apontado o dedo no rosto de Denis, mas depois foi afastado por algumas testemunhas, segundo consta no site Ripa nos Malandros. 

Ambas as partes afirmaram que testemunhas observaram os fatos.  O Caso foi registrado na Polícia Civil, que deverá apurar as verdadeiras circunstâncias. 
 
Conforme a Prefeitura de Cáceres, o prefeito, Francis Maris Cruz prorrogou para daqui a seis meses o início de validade do Decreto que estabelece critérios das matrículas nas escolas municipais.

A decisão ocorreu após o prefeito convocar e ouvir na manhã de hoje (09) uma comissão reunida para debater a polêmica em torno das filas em frente às escolas, formadas por pais em busca de matrículas dos filhos nas instituições municipais de ensino.
 
 

0 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

Sitevip Internet