Olhar Direto

Terça-feira, 20 de agosto de 2019

Notícias / Esportes

Mato-grossense é um dos sete selecionados para disputar vaga em time da NFL

Da Redação - Wesley Santiago

22 Jan 2019 - 16:30

Foto: Junior Martins

Mato-grossense é um dos sete selecionados para disputar vaga em time da NFL
O mato-grossense Durval Queiroz Neto, conhecido como ‘Duzão’, 26 anos, poderá ser o primeiro atleta de defesa brasileiro na história da National Football League (NFL), que é a liga profissional de futebol americano dos EUA. Ele, que foi jogador do Cuiabá Arsenal de 2015 a 2017, disputa uma vaga no International Player Pathway Program 2019, um programa que oportuniza aos atletas internacionais de elite a chance de entrar em uma das franquias.

Leia mais:
Ao custo de R$ 461 mil, 'Dutrinha' será reformado pela Prefeitura de Cuiabá
 
“É importante que eu consiga garantir uma dessas quatro vagas, pois me dará a segurança de permanecer por até dois anos na equipe de treino da NFL. Se eu assegurar uma das vagas, daí serei chamado por algum time e assinarei contrato para o campo de treinamento. Lá entram 90 jogadores e permanecem 53 no time principal e outros dez na equipe de treino. Eu pretendo estar entre os 53”, disse o mato-grossense, que é de Diamantino (183 km de Cuiabá).
 
O Internacional Player Pathway Program, criado em 2017, escolheu sete atletas estrangeiros para competir por quatro vagas no programa, são eles: David Bada (Alemanha), Moubarak Djeri (Alemanha), Jakob Johnson (Alemanha), Valentine Holmes (Austrália), Durval Queiroz Neto (Brasil), Máximo Sanchez (México) e Christian Wade (Reino Unido). E, segundo o mato-grossense, foram avaliados todos os jogadores internacionais disponíveis para se chegar nos sete nomes.
 
“Foram analisados todos que se encaixavam nas condições do programa, como, por exemplo, idade, velocidade, agilidade, histórico de lesões, histórico policial e disciplina. Eu, quando vim para os EUA, fiz um combine para ter meus números oficiais. E os números foram enviados para todos os times da NFL e acabaram na pessoa responsável pelo programa. Ele gostou da nossa história, dos bons números e de um vídeo meu dando cambalhota. Eu tenho 150 kg”, conta Duzão.
 
O mato-grossense começou a praticar futebol americano no Tangará Taurus em 2014, uma equipe de Tangará da Serra, depois migrou a Cuiabá para jogar no Cuiabá Arsenal e permaneceu no clube por três anos, em 2015, em 2016 e em 2017. Onde se formou como atleta e conquistou dois títulos de campeão estadual. E em 2018 já estava na terra do ‘Tio Sam’ e de Donald Trump em busca do sonho de ser profissional na National Football League (NFL).
 
Durval Queiroz Neto atualmente reside no estado da Flórida (EUA). Ele treina na IMG Academy, em Bradenton, em preparação física, técnica, psicológica e intelectual para os testes de acesso à NFL. Segundo ele, tem treinado para ampliar força e agilidade, tem estudado o jogo e recebe o acompanhamento de diversos profissionais, como psicólogo e fisioterapeuta. Tudo muito regrado e disciplinado para que consiga alcançar o sonho de jogar na NFL.

2 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • André Luis
    22 Jan 2019 às 19:08

    O atleta é mato-grossense, mas não é cuiabano. quem assina "Cuiabano" não tem o que fazer e fica puxando saco de quem é competitivo. "Cuiabano", vai fazer alguma coisa de importante ao invés de ficar bajulando e cumprimentando os vencedores. Cuiabano gosta de bajular quem faz sucesso, ao invés de fazer sucesso. Povinho fraco. Por isto que os sulistas estão ocupando este estado....

  • Cuiabano
    22 Jan 2019 às 17:18

    Estamos na torcida e sucesso para o rapaz.

Sitevip Internet