Olhar Direto

Sexta-feira, 26 de abril de 2019

Notícias / Educação

Dez alunos de unidade da rede pública marcam 900 pontos no Enem

Da Redação - Thaís Fávaro

23 Jan 2019 - 16:40

Foto: Reprodução

Dez alunos de unidade da rede pública marcam 900 pontos no Enem
Dez alunos do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) do campus de Cáceres (219 Km de Cuiabá) obtiveram mais de 900 pontos na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2018. Entre os estudantes estão Gabriella Alves Queiroz de Freitas Leal, de 18 anos, e Paulo Henrique Cardoso Barbosa, de 17, que alcançaram 980 pontos na prova. Para eles, o hábito da leitura, o exercício prático da escrita e, principalmente o senso crítico são os grandes diferenciais para um bom desempenho.
 
Leia mais
Única aluna nota mil na redação do Enem em MT estudou 14 horas por dia e se surpreendeu com tema 
 
"Fazer várias redações nos ajuda no controle do tempo que é uma das coisas mais difíceis no ENEM, porque temos que controlar a tensão e organizar nosso tempo para fazer as outras provas. Também é muito importante ficar atento aos assuntos que estão sendo refletidos na sociedade", afirma Paulo, aluno formado no curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio em 2018 e que pretende cursar medicina.



Para Gabriella, formada no Curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio, a nota da redação é resultado do seu processo de formação facilitado com a possibilidade da educação integral no IFMT. "Durante os 3 anos do curso a gente é preparado para escrever bem, não só redação, mas outros trabalhos acadêmicos. A gente no IF acaba tendo essa vivência com o estudo integral. Até na hora do almoço tem sempre alguém fazendo um trabalho e a oportunidade de discutir sobre algum assunto, sobre alguma disciplina. É diferente do que vejo com quem estuda só um período", afirma.

A estudante que já foi premiada junto com sua equipe do IFMT Campus Cáceres em projeto de iniciação científica com o primeiro lugar nacional na categoria incentivo à pesquisa, na 23ª Feira Internacional Ciência Jovem, realizada em Recife- Pernambuco, em 2017 destaca que o estudo acadêmico associado à formação para a vida ajuda no desenvolvimento do senso crítico, outro elemento importante para a escrita da redação. "O IFMT nos prepara não só para o lado acadêmico, mas para vida e isso tem um papel fundamental para desenvolver o nosso senso crítico", considera.

Mesmo com a ótima avaliação na redação, Gabriella reflete a necessidade de ampliar o tempo dedicado à leitura. "Eu acho que se eu tivesse tido a consciência de ter me dedicado um pouco mais à leitura, tinha sido melhor na redação", afirma a estudante que pretende cursar Medicina Veterinária em uma universidade federal no Rio de Janeiro.

Outros alunos egressos dos cursos técnicos integrados ao ensino médio do IFMT Cáceres, Thamires Motta da Silva, Arthur Sene dos Santos, Guilherme Pavini Nunes, Mario Antonio Barros de Assis Junior , Wesley Ferreira Teixeira Pereira, Abdenego Saldanha Domingos, Amanda Cardozo Rocha  e Fernanda Gomes de Oliveira Lima Moran estão entre os 1,9 % dos candidatos que alcançaram entre 900 e mil pontos na redação, nas 4,1 milhões de provas corrigidas nessa edição, de acordo com os dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

A partir do tema "Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet" eles se destacaram,  com base nos critérios do exame, apresentando redações que demonstraram domínio da forma padrão escrita da língua portuguesa; compreensão e desenvolvimento do tema dentro da estrutura de texto dissertativo-argumentativo, organização e apresentação coerente das ideias, além da elaboração de propostas de intervenção social para os problemas relacionados ao tema.

Aluna nota mil na redação do Enem 

A jovem Gabriela Arenhart, de 21 anos, moradora de Tangará da Serra (244 quilômetros de Cuiabá), foi uma das 55 pessoas em todo país que conseguiu a nota mil na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), realizado no fim do ano passado. Ela é a unica moradora do estado a obter a nota máxima. Para ela o tema "Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet" lhe deixou bastante nervosa, entretanto, ela conseguiu se acalmar e desenvolver suas ideias.

3 comentários

AVISO: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Olhar Direto. É vedada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O site Olhar Direto poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema da matéria comentada.

  • Leislie
    23 Jan 2019 às 20:49

    O Campus de Cuiaba-Bela Vista tambem teve uma aluna com bota 900. Minha filha Juliana.Parabens Juju.

  • Maria Jose
    23 Jan 2019 às 19:40

    Vetado por conter expressões ofensivas e/ou impróprias, denúncias sem provas e/ou de cunho pessoal ou por atingir a imagem de terceiros. Queira por favor refazer seu comentário e reenviá-lo.

  • Pandora
    23 Jan 2019 às 17:55

    Na chamada da matéria deveriam ter colocado IFMT. Fica claro no texto que não precisamos de mais escolas militares e sim escolas que trabalhem de fato em período integral, como é o caso do IFMT. Escolas que ajudem os estudantes a pensarem criticamente e a ter hábitos de estudos por pesquisas, trabalhos em grupo e projetos que auxiliem a comunidade externa. Quem conhece os IFs, mesmo com todos os problemas q possuem, percebem que é uma excelente alternativa para uma boa educação formal, Educação vai mto além da tal disciplina militar.

Sitevip Internet